Nossa Casa é do Patrão: Dominação e Resistência Operária no Núcleo Fabril de Fernão Velho

Ref: 978-85-8192-538-7


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-8192-538-7


Edição: 1


Data de publicação: 00/00/0000


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 21 cm


1. Ivo dos Santos Farias.

Sem cair em um empenho intelectual puramente descritivo, de uma parte e, de outra, tangenciando-se de qualquer pendor mecanicista na articulação de fenômenos abrangentes em suas manifestações histórico-sociais concretas, o autor perscruta e analisa os mecanismos que medeiam a exploração e a dominação dos/as operários/as e suas famílias no núcleo fabril de Fernão Velho. 
Implantado na periferia da capital do estado de Alagoas, todo planejamento e funcionamento do núcleo industrial concernia, fundamentalmente, à Fábrica Carmen de Fiação e Tecelagem de Fernão Velho S/A, fundada em 1857. A mais antiga e a mais próspera, no período de 1940 a 1960, dentre as doze indústrias têxteis existentes na época no estado de Alagoas, consistiu, ao mesmo tempo, em uma das primeiras fábricas de tecido construídas no Brasil. Sua implantação e implementação, diferentemente das vilas operárias em áreas notadamente urbanas, configurou-se por um modus operandi específico de gestão e de controle da força de trabalho, conforme se observará na leitura desse livro. 

Alice Anabuki Plancherel