MATEludicando: Ensaios Sobre Filosofia, Matemática e Ludicidade (Volume 1)

Ref: 978-85-473-0437-9

MATEludicando – Volume I é uma obra que evidencia a continuidade das pesquisas e teorizações do autor organizador, no campo de saber da educação infantil, voltado ao ensino da matemática. Buscando um referencial sobre o lúdico e a ludicidade na filosofia, particularmente na história da filosofia, em Homo Ludens, de Johan Huizinga, organiza-se uma perspectiva de abordagem pedagógica no ensino-aprendizagem da matemática na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 3º ano), que toma o lúdico como elemento condutor da práxis matemática no espaço escolar por intermédio da literatura, das artes (musicais, cênicas e plásticas) e da linguagem, enquanto aprendizagem da língua materna e estrangeira, entre outros recursos didáticos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0437-9


Edição:


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 229


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Claudionor Renato da Silva.

MATEludicando – Volume I é uma obra que evidencia a continuidade das pesquisas e teorizações do autor organizador, no campo de saber da educação infantil, voltado ao ensino da matemática. Buscando um referencial sobre o lúdico e a ludicidade na filosofia, particularmente na história da filosofia, em Homo Ludens, de Johan Huizinga, organiza-se uma perspectiva de abordagem pedagógica no ensino-aprendizagem da matemática na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 3º ano), que toma o lúdico como elemento condutor da práxis matemática no espaço escolar por intermédio da literatura, das artes (musicais, cênicas e plásticas) e da linguagem, enquanto aprendizagem da língua materna e estrangeira, entre outros recursos didáticos. A contribuição singela desta obra é subsidiar os(as) docentes da educação infantil e dos anos iniciais, particularmente, com a sugestão de atividades e a inovação de uma abordagem de frente filosófica, retornando ao espaço escolar a reflexão, a criticidade e a totalidade do pensamento que promove a atividade teórica consciente e que leva à transformação da realidade (a práxis), ou seja, a utopia (perseguida) de se ensinar e de aprender num contexto de totalidade, a partir da Filosofia e da Filosofia da Matemática – no fio condutor do “homem que brinca”, do homem que é lúdico.