Museus e Etnicidade - O Negro no Pensamento Museal

Ref: 978-85-473-1131-5

Este livro discute o conceito de etnicidade aplicado a museus históricos. Dois museus, criados pelo Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan), são os objetos de estudo: Museu da Inconfidência (Ouro Preto/MG) e Museu do Ouro (Sabará/MG).


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1131-5


Edição: 1


Data de publicação: 15/05/2018


Número de páginas: 183


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Nila Rodrigues Barbosa.

Este livro discute o conceito de etnicidade aplicado a museus históricos. Dois museus, criados pelo Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan), são os objetos de estudo: Museu da Inconfidência (Ouro Preto/MG) e Museu do Ouro (Sabará/MG). Problematiza-se a ação museológica do Sphan para os dois museus e analisa-se a textualização da comunidade imaginada como nação brasileira, impressa nas narrativas expositivas das duas instituições museais. Na comunidade imaginada pelo Sphan não existe lugar para negros e indígenas como agentes no processo histórico e, por isso, esses museus estabelecem em suas narrativas fronteiras simbólicas e sociais que separam brancos de negros e índios, extensivos a seus descendentes, no tempo e na história.