Entre o Prazer e a Dor, o (Des)Encanto da Profissão Docente

Ref: 978-85-473-1514-6

A obra Entre o Prazer e a dor, o (des) encanto da profissão docente apresenta um olhar sobre os problemas enfrentados no dia a dia escolar pelos professores pedagogos, levando em conta as transformações sociais e como estas podem influenciar a vida dos professores, trazendo muitas vezes prejuízos à saúde.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1514-6


Edição: 1


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 153


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Anair Bongiovani.

A obra Entre o Prazer e a dor, o (des) encanto da profissão docente apresenta um olhar sobre os problemas enfrentados no dia a dia escolar pelos professores pedagogos, levando em conta as transformações sociais e como estas podem influenciar a vida dos professores, trazendo muitas vezes prejuízos à saúde. A obra traz as principais queixas dos professores em relação ao trabalho, que vão desde a falta de apoio de seus superiores, a falta de limites por parte de alunos, o desrespeito à figura do professor, a desvalorização da categoria, os baixos salários e os ambientes com excesso de barulho e calor excessivo, fatores esses que contribuem para o mal-estar docente. Traz também relatos de professores que encontram motivações a partir de si próprios e desenvolvem técnicas de automotivação para conseguirem lidar com as dificuldades do dia a dia, superando seus medos e angústias. Por seu conteúdo marcante e sua linguagem dinâmica, esta leitura torna-se uma excelente fonte de erudição e discernimento a todos que se interessam em conhecer um pouco mais sobre essa importante profissão, buscando compreender os principais problemas que se abatem sobre essa classe de profissionais. As exigências sociais, as pressões e cobranças aferidas pela busca da qualidade e eficiência, a inserção do ser humano em uma sociedade em acelerada evolução, trazem novos desafios à profissão docente. Os professores, no entanto, nem sempre encontram condições para responder a essas exigências e aspirações de forma adequada, seja por falta de recursos, seja pela burocracia e metodologias ultrapassadas que não dão conta de favorecer a criticidade e a autonomia dos alunos; isso se traduz em inquietações para o professor, gerando insatisfação.