A Face Obscura da Esfinge Midiática: Estudo de Recepção Junto a Adolescentes

Ref: 978-85-473-0364-8

A face obscura da esfinge midiática: estudo de recepção junto a adolescentes aborda a recepção de informações e imagens de violência, transmitidas cotidianamente na televisão, acerca do jovem em conflito com a lei.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 0,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0364-8


Edição: 1


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 171


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Núbia Simão.

A face obscura da esfinge midiática: estudo de recepção junto a adolescentes aborda a recepção de informações e imagens de violência, transmitidas cotidianamente na televisão, acerca do jovem em conflito com a lei. Para tanto, a autora faz uma análise das origens e da concepção de violência, buscando problematizar a apropriação midiática desse conceito, e explica o abuso da veiculação dessas imagens e informações, retomando as consequências da globalização para a comunicação – principalmente quando se observa o acirramento da concorrência e a luta pela conquista de audiência. Esta muitas vezes é alcançada quando se apela para as sensações e sentimentos da população, no modelo de telejornal que se convencionou chamar de sensacionalista. Justamente aqueles que mais sofrem a falta de direitos básicos – e aqui poderíamos considerar os direitos de segunda geração, tais como o emprego com carteira assinada –, são os jovens, alvos frequentes dessa manipulação de informações da mídia. Em pleno processo de ressocialização, necessitam da garantia dos direitos civis, políticos e sociais para se inserirem de forma cidadã na sociedade, e são também por isso o grupo selecionado para esta pesquisa de recepção.