A Morte e o Morrer no Judaísmo

Ref: 978-85-473-0796-7

Esta obra trata de uma longa viagem, de um trabalho de pesquisa desenvolvido em vários municípios do litoral, zona da mata, agreste e sertão de Pernambuco, um dos principais estados da Região Nordeste do Brasil. Recife, Olinda, Gravatá, Vitória de Santo Antão e Petrolândia foram alguns deles. Essa viagem também chegou ao outro lado do mundo, em Israel, no Oriente Médio. No roteiro, inúmeras cidades. Destaque para Tel Aviv, Jerusalém e Tiberíades, às margens do grandioso Mar da Galileia. Viajei no espaço e no tempo também.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0796-7


Edição: 1


Data de publicação: 11/05/2018


Número de páginas: 135


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Marjones Jorge Xavier Pinheiro.

Esta obra trata de uma longa viagem, de um trabalho de pesquisa desenvolvido em vários municípios do litoral, zona da mata, agreste e sertão de Pernambuco, um dos principais estados da Região Nordeste do Brasil. Recife, Olinda, Gravatá, Vitória de Santo Antão e Petrolândia foram alguns deles. Essa viagem também chegou ao outro lado do mundo, em Israel, no Oriente Médio. No roteiro, inúmeras cidades. Destaque para Tel Aviv, Jerusalém e Tiberíades, às margens do grandioso Mar da Galileia. Viajei no espaço e no tempo também. Os três anos de pesquisa até a finalização deste livro cobrem quase cinco séculos de história dos judeus em terras brasileiras – uma gente que sempre teve como uma de suas principais perspectivas a manutenção de sua identidade e suas crenças a despeito dos diferentes locais em que se estabeleceram, dadas as constantes mudanças forçadas face às perseguições historicamente reiteradas.

 O objetivo foi identificar os costumes e rituais fúnebres praticados pelos judeus em Pernambuco desde o século XVI até a atualidade, observando o que ainda é mantido como tradição e o que foi transformado com o passar dos anos. Apresentado em cinco movimentos, o produto final deste estudo se aproxima de uma etnografia, mas também tenta entender as práticas à luz do pensamento de diversos autores que escreveram sobre o tema proposto. Longe de querer encerrar em si as discussões ou propor um levantamento completo de ritos, costumes e tradições – o que seria pretensioso –, o livro surge como uma pequena contribuição para aqueles que guardam algum tipo de interesse pelo assunto, ainda pouco explorado. Em suas mãos, começa uma nova viagem.