Bandos do Ceará: Historicidade Social, Discursiva e Documental (1670-1832)

Ref: 978-85-8192-921-7

Nas remotas povoações do Ceará colonial e imperial, um repentino rufar de caixas anunciava à população a chegada de bandos, que, a mando do governo, ali seriam lidos, em alta voz, por um oficial de justiça escoltado por tropas militares.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 77,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-8192-921-7


Edição: 1


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 367


Peso: 200 gramas


Largura: 21 cm


Comprimento: 27 cm


Altura: 2 cm


1. Cínthya da Silva Martins.

Nas remotas povoações do Ceará colonial e imperial, um repentino rufar de caixas anunciava à população a chegada de bandos, que, a mando do governo, ali seriam lidos, em alta voz, por um oficial de justiça escoltado por tropas militares. À época, era por meio de bandos que disposições e sanções, provenientes de autoridades governativas, chegavam à notícia do povo, com vistas a sua devida observância e inteiro cumprimento. Neste livro, resgatando fontes documentais, apresentamos, em edição filológica, 90 bandos publicados no Ceará e, servindo-nos de contribuições da História social e da Diplomática, historiamos o bando, realizando um estudo linguístico, em perspectiva diacrônica, dessa tradição discursiva, que, advinda de Portugal e consolidada em antigas capitanias e províncias do Brasil, caracterizou, tão marcadamente, três séculos da história social, discursiva e documental do Ceará.