10/08/2020

Compreender o mundo pela leitura

Tags: BLOG

10/05/2019 - Por: Jozil dos Santos

A leitura é um hábito que deve ser adquirido na mais tenra idade, ou melhor, é desde cedo, na infância, que devem ser dadas oportunidades a cada indivíduo de interagir com outras pessoas e de criar relações com o ato de ler.

Ler é um ato necessário para a construção de qualquer indivíduo e cada pessoa precisa lidar com diversos tipos de textos ao longo da vida, dos mais simples aos mais complexos. Contudo sabe-se que o hábito de ler não é tão incentivado nas famílias brasileiras, isso é muito variável, vai depender muito dos hábitos familiares que se encontram em cada lar. Mas sabe-se também que a escola deve ser parceira e nesse aspecto possibilitar inúmeras interações no âmbito escolar, respeitando-se, é claro, o nível de desenvolvimento que cada indivíduo se encontra.

Isso me remete à minha infância, na qual meus pais, apesar da pouca instrução que tinham, sempre liam jornais. Minha mãe em especial preenchia palavras cruzadas, uma forma de leitura que utilizava várias outras funções psicológicas superiores, como a memória e a compreensão para conseguir fazer aquele passatempo, e para ela era uma das atividades mais preferidas. De forma bem singela, a leitura já se fazia presente em minha vida desde cedo.

A partir da leitura são possíveis muitos outros processos, como a interpretação, que também é fundamental para a compreensão da sociedade na qual se vive; compreender as várias situações dentro de um contexto; as relações que acontecem dentro da sociedade; as causas e efeitos dos fenômenos. São muitas as possibilidades quando a compreensão se dá por meio da leitura.

Todavia muitos estudantes apresentam imensas dificuldades quando se veem em uma situação de leitura, pois muitos não conseguem compreender o que está sendo passado pelo texto escrito. Isso é percebido pelas avaliações nacionais e internacionais e não somente por elas, como também dentro da rotina escolar.

Para Vygotsky, é na interação social que se produz o desenvolvimento do ser humano, nas relações de trocas entre parceiros por meio da interação e mediação. Sendo assim, os professores e colegas são mediadores no conhecimento do indivíduo.

São muitas as variantes relatadas pelos estudantes e professores acerca das dificuldades apresentadas no ato de ler e interpretar textos. Apesar disso, algumas metodologias utilizadas pelos professores sobre as práticas de leitura e interpretação podem ser mais facilitadoras aos estudantes durante o processo de ensino-aprendizagem.

Isso foi possível perceber mediante um estudo realizado numa instituição de ensino no Brasil e, para saber mais sobre o tema, conheça a obra Práticas de leitura e interpretação de textos um olhar sociointeracionista, da autora Jozil dos Santos, publicado pela Editora Appris.


 

Sobre a autora: Jozil dos Santos é mestre em Ciências da Educação (Unisal, 2018); especialista em Educação Especial Inclusiva (Sociesc, 2009); especialista em MBA em Gestão Escolar (USP-Esalq, 2019) e graduada em Letras Português/Espanhol (UEPG, 2006). É professora com dedicação exclusiva no IFMS e coordenadora do curso de Especialização em Docência para a Educação Profissional Científica e Tecnológica do IFMS, campus Naviraí. Sua linha de pesquisa é na área de ensino-aprendizagem.