08/06/2021

Quantos profissionais negros(as) cabem em uma mão?

Tags: BLOG

07/06/2021 -  Keila da Silva Santos Rodrigues.

Em sua trajetória escolar, quantos professores(as) negros(as) você já teve? E quantos juízes(as), médicos(as), engenheiros(as), delegados(as), dentistas, gerentes de bancos negros(as) você conhece ou já foi atendido por eles? Caberia em uma mão a quantidade?
Sabendo que no Brasil mais da metade da população se autodeclara afrodescendente, por quais motivos raramente vemos negros(as) exercendo esses cargos e profissões? Por razões históricas? Quais? Você precisa saber!
Que tal começar a entender pela trajetória de Benedicto Galvão, um menino negro, nascido em Itu no ano de 1881, quando ainda vigorava o regime de escravidão no Brasil e que recebeu a oportunidade de prosseguir em seus estudos em São Paulo, o que fez de modo primoroso chegando a ocupar, no ano de 1943, o cargo de Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SP). Você vai se surpreender e perceber que se algumas iniciativas tivessem sido tomadas, oportunizando à população negra o acesso e a permanência à educação necessária, certamente hoje muitas vidas negras teriam “outras trajetórias”.

 

 


 

 

 


Keila da Silva Santos Rodrigues: Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de São Paulo ( UNIFESP) . Especialista em Educação para as Relações Étnico-Raciais pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) .Graduada em Letras pela Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). Especialização em Língua Portuguesa - Gêneros Textuais pela Universidade de Campinas (UNICAMP); Especialização em Gestão Pública Municipal pela Universidade Federal do Estado de São Paulo( UNIFESP). Especialização em Gestão Escolar pela Faculdade Bandeirantes ( FABAN );Especialização em Planejamento, Implementação e Gestão da Educação a Distância ( UFF). Atualmente é professora de Educação Básica na Rede Estadual de Ensino de São Paulo e gestora na Rede Municipal . Área : História da Educação- ênfase na História da Educação dos negros no Brasil. Dissertação - " O infiltrado: Benedicto Galvão- a trajetória escolar e profissional de um aluno negro ( 1881-1943)"- Primeiro presidente negro da OAB/SP.