Extensão e Universidade: A Construção de Transições Paradigmáticas por Meio das Realidades Sociais

Ref: 978-85-473-0153-8

Já não é novidade a presença de discursos que tratam sobre a necessidade de atribuir maior protagonismo à extensão na formação universitária. Além disso, não faltam justificativas teóricas para que as universidades e suas comunidades direcionem-se para a construção de propostas pedagógicas que interajam, de alguma forma, com práticas extensionistas. De modo geral, a busca pela curricularização da extensão está na vanguarda do pensamento de renovação das estruturas pedagógicas universitárias, aparecendo ora como principal instrumento para a qualificação da formação acadêmica, ora como elemento de transformação paradigmática dessas instituições.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 57,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0153-8


Edição:


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 185


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Silvio Calgaro Neto .

Já não é novidade a presença de discursos que tratam sobre a necessidade de atribuir maior protagonismo à extensão na formação universitária. Além disso, não faltam justificativas teóricas para que as universidades e suas comunidades direcionem-se para a construção de propostas pedagógicas que interajam, de alguma forma, com práticas extensionistas. De modo geral, a busca pela curricularização da extensão está na vanguarda do pensamento de renovação das estruturas pedagógicas universitárias, aparecendo ora como principal instrumento para a qualificação da formação acadêmica, ora como elemento de transformação paradigmática dessas instituições. Nesse contexto, a obra Extensão e universidade: a construção de transições paradigmáticas por meio das realidades sociais aborda o papel da extensão nas universidades, trazendo ao leitor um arcabouço teórico que discursa sobre a necessidade de dialogar com a extensão, operacionalizando a indissociável função das universidades que se expressa na tríade ensino-pesquisa-extensão. Para elucidar tal discussão, este livro aporta ao leitor algumas experiências realizadas pela Universidad de la República (Uruguai), que há mais de 40 anos vem construindo o processo de curricularização da extensão por meio da denominada proposta da “integralidade” e, com isso, desenvolvendo um modelo particular de avançar sobre o desafio de curricularizar a extensão. Mais que uma pequena mudança na organização da agenda de docentes e discentes, a curricularização da extensão oportuniza a emergência de possibilidades para a construção de transições paradigmáticas nas universidades. Com isso, surge a idealização de que essas instituições possam dialogar de forma mais direta com as realidades sociais, construindo agendas de pesquisas dedicadas a solucionar as problemáticas emergentes desses contextos e formando profissionais sensíveis às necessidades dessas sociedades. Os leitores encontrarão aqui importantes informações sobre o processo de curricularização da extensão na academia, mediante apresentação, sistematização, análise e crítica de diferentes formas de implantação do processo. Além disso, poderão apropriar-se daquilo que talvez seja o mais importante nesse contexto – as mudanças discursivas, dialógicas e práticas daqueles que participam dessa nova proposta pedagógica. Portanto, este é um livro para pessoas que continuamente estão dispostas a questionar suas próprias práticas, formas de diálogos e discursos, de modo a permitirem-se vivenciar os processos de qualificação e transformação paradigmática nas universidades.