Enfermagem: Possibilidades e Limitações no Acesso Diferenciado à Graduação

Ref: 978-85-8192-860-9

O livro se propõe a discutir aspectos que envolvem o acesso do profissional de nível médio em enfermagem ao curso de bacharelado e/ou licenciatura em Enfermagem.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 20,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-8192-860-9


ISBN Digital: 978-85-8192-860-9


Edição:


Ano da edição: 2015


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 109


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 21 cm


1. Carmen Andréa Carneiro da Silva Souza.

Enfermagem: Possibilidades e Limitações no Acesso Diferenciado à Graduação se propõe a discutir aspectos que envolvem o acesso do profissional de nível médio em enfermagem ao curso de bacharelado e/ou licenciatura em Enfermagem. Para iniciar essa discussão, Carmen Andréa Carneiro da Silva Souza nos leva a observar o que aconteceu com a profissão enfermagem, fazendo uma reflexão histórica. Será que estaríamos abdicando de profissionais de nível médio, com perfil formativo, que se destacam pelo caráter assistencial, em benefício de uma crescente ampliação do contingente de profissionais de nível superior, com formação de perfil gerencial e acadêmico?
A autora explana sobre a institucionalização da enfermagem brasileira e o processo que permeou a regulamentação profissional, analisando a expansão do ensino superior, para contextualizar o leitor sobre a massificação que ocorre na educação - na perspectiva capitalista - e as contradições introduzidas na formação do enfermeiro direcionada para o mercado de trabalho.
Incita também a discussão acerca das contribuições efetivas do acesso diferenciado dos auxiliares e técnicos de enfermagem ao nível superior. Poderia ser essa a solução para a crise de qualidade da assistência à saúde e do ensino superior que vemos hoje, em que o aumento exponencial do quantitativo de cursos universitários não se traduz em qualidade na formação? O acesso diferenciado ao curso de bacharelado e/ou licenciatura em Enfermagem estaria, de alguma forma, buscando para o profissional de nível médio em enfermagem uma qualificação de nível superior com características de pós-técnico para a saúde? A quem realmente interessa a proposta de "acesso diferenciado à graduação de enfermagem"? Será que a expansão dos cursos de graduação em enfermagem, em face da massificação do ensino superior na saúde do país, pode contribuir para a qualificação adequada dos trabalhadores da saúde e, especificamente, da enfermagem?
Essas e outras questões são abordadas neste livro, de leitura imprescindível para quem se interessa por Enfermagem, suas possibilidades e limitações no acesso diferenciado à graduação.