Freud e a Psicanálise Afetiva do Século XXI: Análise Terminável e Interminável, 80 Anos Depois

Ref: 978-85-473-0349-5

Freud e a psicanálise afetiva do século 21 expõe as diferenças entre a clínica psicanalítica tradicional e a atual, a partir de reflexões sobre Análise terminável e interminável, ensaio em que Freud descreveu sem eufemismos as limitações de sua própria obra.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 51,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0349-5


Edição:


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 231


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Victor Manoel Andrade.

Freud e a psicanálise afetiva do século 21 expõe as diferenças entre a clínica psicanalítica tradicional e a atual, a partir de reflexões sobre Análise terminável e interminável, ensaio em que Freud descreveu sem eufemismos as limitações de sua própria obra. A propósito dos 80 anos de publicação do ensaio, são examinados aspectos negativos ali revelados sem disfarces, como a afirmação de que um resultado positivo duradouro não deve ser atribuído à análise, mas a um destino generoso que poupou o paciente de recaídas. Apesar de Freud ter considerado as limitações inerentes à psicanálise, elas apenas refletem equívocos de sua teoria das neuroses baseada na etiologia sexual. Ao contrário da tradicional, a clínica atual não prioriza a sexualidade reprimida, mas falhas estruturais no psiquismo causadas por execução inadequada da função materna nas etapas iniciais da mente. Em vista de a psicanálise moderna focalizar estruturas afetivas inconscientes inacessíveis ao método clássico (ideativo-interpretativo), não obstante o livro ter os psicanalistas como público-alvo, ele pode ser útil a profissionais da saúde mental em geral, bem como aos interessados nos estudos humanos em sua generalidade.