Gênero e Práticas Econômicas Comunitárias na Produção do Espaço das Favelas no Rio De Janeiro

Ref: 978-85-473-0984-8

O livro Gênero e práticas econômicas comunitárias na produção do espaço das favelas no Rio de Janeiro interroga o uso de acepções hegemônicas dos conceitos de empreendedorismo e de informalidade responsáveis pela instrumentalização e mercantilização de saberes e habilidades desempenhados, sobretudo, por mulheres. 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 70,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 31,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-0984-8


ISBN Digital: 978-85-473-0984-8


Edição:


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 207


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Ana Paula de Moura Varanda.

O livro Gênero e práticas econômicas comunitárias na produção do espaço das favelas no Rio de Janeiro interroga o uso de acepções hegemônicas dos conceitos de empreendedorismo e de informalidade responsáveis pela instrumentalização e mercantilização de saberes e habilidades desempenhados, sobretudo, por mulheres. Além de invisibilizar outras dimensões geradoras de desigualdades sociais refletidas nas estruturas ocupacionais dos países, essa tendência oculta a percepção de uma
pluralidade de motivações e racionalidades subjacentes à realização dessas
experiências econômicas.

Dialogando com os conceitos de “microempreendedorismo de raiz popular” (formulado a partir de uma perspectiva crítica à generalização da aplicação do termo empreendedorismo a experiências ligadas à pequena produção mercantil em Portugal) e de “interseccionalidade” (com origens no pensamento feminista negro nos Estados Unidos da América), este trabalho pretende desenvolver uma análise sobre singularidades assumidas por essas organizações econômicas em favelas da cidade do Rio de janeiro. Com isso, objetiva a proposição de categorias analíticas, emergentes da prática social, que permitam aprimorar a aplicação desse conceito a pequenos negócios desenvolvidos nesses contextos.