História Plugada e Antenada: Estudos Históricos Sobre Mídias Eletrônicas no Brasil

Ref: 978-85-473-0944-2

História plugada e antenada reúne textos que apresentam, no seu conjunto, um quadro histórico analítico sobre as relações entre mídias eletrônicas, política e cultura no Brasil contemporâneo. Desde os anos de 1930, tal como no lado ocidental do mundo, o País experimentou a emergência, o paulatino crescimento e a consolidação do cinema, rádio, da indústria fonográfica e televisão no desenvolvimento da sua sociedade, além de múltiplas relações daqueles meios de comunicação social entre si, com as manifestações artístico-culturais, políticas governamentais e o Estado.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 65,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 29,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0944-2


ISBN Digital: 978-85-473-0944-2


Edição:


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 289


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Áureo Busetto .

História plugada e antenada reúne textos que apresentam, no seu conjunto, um quadro histórico analítico sobre as relações entre mídias eletrônicas, política e cultura no Brasil contemporâneo. Desde os anos de 1930, tal como no lado ocidental do mundo, o País experimentou a emergência, o paulatino crescimento e a consolidação do cinema, rádio, da indústria fonográfica e televisão no desenvolvimento da sua sociedade, além de múltiplas relações daqueles meios de comunicação social entre si, com as manifestações artístico-culturais, políticas governamentais e o Estado.

Temática focalizada e analisada por meio de textos que tratam: do samba às voltas com a ditadura do Estado Novo e a atuação crescente da indústria fonográfica e do rádio, destacando os espaços de fuga de bambas quanto às imposições daquele regime; da movimentação musical da chamada Vanguarda Paulista, pensada e refletida como reelaboração do sentido de cultura de massas, focando suas relações com a tecnologia como elemento de criação; da difusão da história do samba pela Coleção História da Música Popular Brasileira, possibilitada pela consolidação da indústria editorial e fonográfica no Brasil nos anos de 1970 e 1980; da recepção do rock e dos roqueiros pela mídia brasileira e portuguesa, quando ambos os países vivenciavam o fim de regimes ditatoriais e o início de processos de redemocratização política; da grade de programas musicais da TV brasileira, desde o início de sua operação regular, nos anos de 1950, até a consolidação do meio na vida nacional, anos de 1980; da formação e dos primeiros desenvolvimentos de emissoras de televisão no Mato Grosso do Sul e no Paraná; das representações e dos projetos investidos à criação e à operação da televisão educativa no Brasil em comparação aos da França e do México; da perspectiva de desenvolvimento de estudos históricos sobre a TV no Brasil a par da história internacional do meio; da produção do telejornalismo, centrado na fase inicial do Globo Repórter e na cobertura jornalística da Rede Globo às greves dos metalúrgicos do ABC entre 1979 e 1983, a par da produção fílmica da época e com experimento na elaboração de vídeo sobre o tema, e da telenovela, focado na emblemática O Bem-Amado, de autoria de Dias Gomes.