Imagens de Arquivo: Montagem e Ressignificação no Documentário Ônibus 174

Ref: 978-85-473-0266-5

O livro Imagens de Arquivo: montagem e ressignificação no documentário “Ônibus 174” busca apresentar uma trajetória histórica da utilização das imagens de arquivo ao longo dos anos. Por meio de uma revisão bibliográfica, visa a construir um diálogo entre os principais teóricos que se propuseram a investigar o tema, apontando problemas relacionados ao armazenamento e aos critérios de conservação das imagens. 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0266-5


Edição:


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 175


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Guilherme Bento de Faria Lima.

O livro Imagens de Arquivo: montagem e ressignificação no documentário “Ônibus 174” busca apresentar uma trajetória histórica da utilização das imagens de arquivo ao longo dos anos. Por meio de uma revisão bibliográfica, visa a construir um diálogo entre os principais teóricos que se propuseram a investigar o tema, apontando problemas relacionados ao armazenamento e aos critérios de conservação das imagens. 

Ao destacar e analisar o trabalho desempenhado por alguns diretores que utilizam as imagens de arquivo como fonte primária de suas produções, busca identificar métodos e estratégias de reapropriação que possam evidenciar a potência das imagens de arquivo. Avalia, ainda, o olhar e a construção da percepção no momento de tomada das imagens, enfatiza o papel preponderante da montagem e avalia a multiplicidade de discursos que podem ser articulados por meio do procedimento de retomada das imagens.

A partir da visualização das imagens de arquivo de diferentes emissoras de televisão, estabelece uma investigação das opções estéticas observadas no documentário de José Padilha. O episódio, que ficou popularmente conhecido como “caso do ônibus 174”, continua despertando interesse, e o material bruto produzido permanece sendo uma fonte relevante para pesquisar as imagens de arquivo e os procedimentos de montagem e ressignificação.