Memória e Identidade

Ref: 4453387

O livro é um esforço de compreensão da dinâmica recente de construção de comunidades identitárias no Brasil, através do estudo do deslocamento de um povoado.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00 R$ 37,20 40% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-8192-815-9


Edição:


Ano da edição: 2015


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 217


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. José Vandilo dos Santos.

MEMÓRIA E IDENTIDADE é um esforço de compreensão da dinâmica recente de construção de comunidades identitárias no Brasil, através do estudo do deslocamento de um povoado, o povoado Canela, originalmente ribeirinho, em razão da construção da hidrelétrica de Lajeado em 2001. Tal povoado, reassentado em novo contexto urbano - a cidade de Palmas -, reinventa-se como uma comunidade identitária, cujo fundamento encontrar-se-ia no tripé: tradição, memória e reparação. 
Esses processos de afirmação de identidades em curso no Brasil contemporâneo nos permitem considerar a comunidade Canela, como parte desse novo cenário que favorece agendas políticas baseadas em pleitos de reconhecimento e de direitos de minorias, de comunidades de tradição que reivindicam reparação a fim de assegurar suas sobrevivências como identidades ameaçadas. A construção da Usina Hidrelétrica de Lajeado, inaugurada em 05 de outubro de 2001, que formou um lago-reservatório sobre o rio Tocantins, fazendo desaparecer as terras do Canela, foi a principal razão para o reassentamento do povoado Canela em outra área, fato que levou a uma série de reivindicações nessa comunidade, tanto em relação às suas condições materiais de existência, quanto em relação ao que ela acredita ser a reestruturação de sua identidade.