Mulheres Idosas Ativas: Seu nível de Resiliência e a Importância da Atividade Física

Ref: 978-85-473-0084-5

Ao escrever o livro Mulheres idosas ativas: seu nível de resiliência e a importância da atividade física, Evaldo aborda um tema pertinente e atual da questão em foco. O fato é que a complexidade do ser humano manifesta-se plenamente nessa fase da vida. O envelhecimento é um processo multidimensional e, nesta obra, aspectos importantes dessa complexidade são explorados de maneira clara e objetiva, porém dentro de uma lógica fundamentada por sólida base científica.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 21,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0084-5


ISBN Digital: 978-85-473-0084-5


Edição:


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 103


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Francisco Evaldo Orsano.

Ao escrever o livro Mulheres idosas ativas: seu nível de resiliência e a importância da atividade física, Evaldo aborda um tema pertinente e atual da questão em foco. O fato é que a complexidade do ser humano manifesta-se plenamente nessa fase da vida. O envelhecimento é um processo multidimensional e, nesta obra, aspectos importantes dessa complexidade são explorados de maneira clara e objetiva, porém dentro de uma lógica fundamentada por sólida base científica.

Os efeitos da prática da atividade física por mulheres idosas são discutidos amplamente por meio de vários estudos e oferecem ao leitor conhecimentos sobre as evidências que os benefícios da atividade física regular orientada podem trazer nos aspectos cognitivos e físicos, na saúde psicológica e no bem-estar geral do indivíduo durante o processo de envelhecimento. Além disso, relata quais diferentes tipos de atividades também podem estar associadas a menores taxas de declínio cognitivo, auxiliando educadores físicos, fisioterapeutas e demais profissionais envolvidos no trabalho com a terceira idade.

Solange Maria Ribeiro Nunes Lages

Professora doutora em Ciências da Saúde (UFRN)