O Estágio Curricular e a Docência Compartilhada: Na Perspectiva do Realismo Crítico

Ref: 978-85-473-0587-1

O estágio curricular docente tem se constituído tema importante para os que se dedicam à formação de professores, uma vez que os desafios nele encontrados e dele decorrentes revelam os problemas centrais que afetam tanto a formação quanto o trabalho docente. Tais desafios, por sua vez, mediante o nível de esforço analítico empreendido, abrigam luzes a partir das quais se visualizam indícios, possibilidades de superação, identificadas por práticas orgânicas, de novo tipo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 26,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0587-1


ISBN Digital: 978-85-473-0587-1


Edição: 1


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 273


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Maria da Assunção Calderano.

O estágio curricular docente tem se constituído tema importante para os que se dedicam à formação de professores, uma vez que os desafios nele encontrados e dele decorrentes revelam os problemas centrais que afetam tanto a formação quanto o trabalho docente. Tais desafios, por sua vez, mediante o nível de esforço analítico empreendido, abrigam luzes a partir das quais se visualizam indícios, possibilidades de superação, identificadas por práticas orgânicas, de novo tipo. As reflexões aqui trazidas emergiram de processos investigativos teóricos e empíricos e advêm de uma prática docente sistemática. A pesquisa de campo envolveu 449 pessoas – 19 professores de uma universidade brasileira, 274 estagiários de 12 cursos de licenciatura desenvolvidos nesta universidade e 156 profissionais da escola básica ocupantes dos cargos de professor, diretor e coordenador pedagógico. Dedicou-se atenção especial aos papeis desenvolvidos pelo professor supervisor de estágio que atua na escola e pelo estagiário. Foram considerados também os problemas, a avaliação, as sugestões apontadas e as experiências relevantes ocorridas nesse âmbito da formação. Tais enfoques foram tratados por todos os participantes da investigação. A partir da abordagem filosófica do Realismo Crítico de Roy Bhaskar, procedeu-se a análise aprofundada das respostas, o que permitiu mapear as práticas de estágio, identificar as concepções que as sustentam e localizar as estruturas e os mecanismos que lhes dão suporte. Além dos aportes dos especialistas na área da formação docente, foram consideradas as contribuições advindas de teses, dissertações e artigos acadêmicos sobre o estágio curricular, publicados no Brasil nos últimos 15 anos.