O Leitor e o Texto: A Função Terapêutica da Literatura

Ref: 978-85-473-0051-7

“A literatura é encantamento. Histórias contadas, narrativas, evocam o poder da imaginação, que torna presentes outros mundos, outros tempos. O leitor e o ouvinte são seduzidos pelo escritor e pelo contador de histórias, que os transportam para outras dimensões da existência e da convivência. Trata-se de viagens que têm retorno e que permanecem, transformando o dia a dia e a relação com outrem. Para ilustrar o tema da leitura, é fácil trazer a representação de uma poltrona confortável, compor a sugestão de um livro aberto, em algum cenário tranquilo, onde um leitor desfrutará de suas páginas. A literatura é prazer. No entanto, sem deixar de sê-lo, a experiência da leitura nem sempre se dá em lugares previsíveis. Antropólogos, sociólogos, bibliotecários, pedagogos, psicopedagogos, professores e psicanalistas, e até um economista, reunidos neste livro, mostram-nos a função dos textos, lidos ou ouvidos, em suas respectivas práticas. Lemos, então, as histórias, que não são ficções, que eles nos contam a respeito daquilo que a leitura traz de essencial para seus ofícios.” Camila Salles Gonçalves


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 57,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 26,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0051-7


ISBN Digital: 978-85-473-0051-7


Edição: 1


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 279


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Beethoven Hortencio Rodrigues da Costa.

2. Leda Maria Codeço Barone.

3. Sonia Saj Porcacchia.

“A literatura é encantamento. Histórias contadas, narrativas, evocam o poder da imaginação, que torna presentes outros mundos, outros tempos. O leitor e o ouvinte são seduzidos pelo escritor e pelo contador de histórias, que os transportam para outras dimensões da existência e da convivência. Trata-se de viagens que têm retorno e que permanecem, transformando o dia a dia e a relação com outrem.

Para ilustrar o tema da leitura, é fácil trazer a representação de uma poltrona confortável, compor a sugestão de um livro aberto, em algum cenário tranquilo, onde um leitor desfrutará de suas páginas. A literatura é prazer. No entanto, sem deixar de sê-lo, a experiência da leitura nem sempre se dá em lugares previsíveis. Antropólogos, sociólogos, bibliotecários, pedagogos, psicopedagogos, professores e psicanalistas, e até um economista, reunidos neste livro, mostram-nos a função dos textos, lidos ou ouvidos, em suas respectivas práticas. Lemos, então, as histórias, que não são ficções, que eles nos contam a respeito daquilo que a leitura traz de essencial para seus ofícios.”

Camila Salles Gonçalves

 

“Resumindo em poucas palavras, o progresso da racionalidade e da cientificidade e seus frutos tecnológicos pouco contribuíram para a humanização entre os homens.  Resta a pergunta: temos saída? Como educar a criança para a vida? Como humanizar a cria humana transmitindo o patrimônio cultural?

A sugestão é que pais e professores possam ler para seus filhos/alunos textos de literatura pelo prazer de ler e de intercambiar experiências. Pois, ao nos duplicarmos, por meio da ficção, desse fingimento que é a literatura, estamos desfazendo a nós mesmos para escapar da prisão em que nos confinam as determinações históricas, culturais ou psicológicas. Cura-se o homem de sua insuficiência de ser mortal e desejante ao mesmo tempo.”

Leda Maria Codeço Barone