Os Professores, Seu Saber e o Seu Fazer

Ref: 978-85-473-0825-4

Elementos para uma Reflexão sobre a Prática Docente


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 20,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0825-4


ISBN Digital: 978-85-473-0825-4


Edição: 1


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 205


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Rosenilde Nogueira Paniago.

O livro Os professores, seu saber e seu fazer assenta-se em uma concepção pedagógica que pressupõe o papel da educação e do ensino, a preparação para o ser, para o conviver, para o posicionamento crítico e político, para o empoderamento substantivado na capacidade de tomada de decisões e participação ativa social e profissional. Defende a importância e a necessidade de ações reflexivas e investigativas na formação e prática docente como uma das possibilidades de desenvolvimento e valorização profissional, bem como um dos caminhos de melhoria no processo ensino-aprendizagem dos alunos.

Ao longo deste livro, problematiza-se a formação de professores para uma sociedade em constante movimento, com velozes mudanças socioculturais, ambientais, políticas, tecnológicas e científicas. Nesse cenário complexo, torna-se imperiosa a existência de relações afetivas e da postura crítica e política dos professores de modo a analisar conscientemente as implicações sociais de suas ações, procurando, por meio de intervenções reflexivas, investigativas e colaborativas, desvelar valores, ideias e atuar na formação de jovens, crianças e adultos que também sejam assim.

Realça-se a importância de os professores terem uma postura transdisciplinar que se traduz pela sensibilidade afetiva e amorosa, abertura de olhar e sensibilidade diante de si e do outro, especialmente o aluno. Não basta saber sem o ser; não adianta possuir vários conhecimentos (do conteúdo, dos métodos de ensino, das várias Ciências da Educação, dentre outros) sem a postura sensível e amorosa, sem a sensibilidade afetiva para compreensão do aluno como pessoa e de suas diferentes formas de ser e aprender, sem a compreensão e o respeito para com as diferenças, com a vida e com a natureza.