Pedagogia sistêmica: O Que Traz Quem Levamos Para Escola?

Ref: 4016323

Neste livro, de uma forma suave, simples e profunda, a vida escolar é repensada em sua profundidade e riqueza. É também uma homenagem ao professor e à escola.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 40,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-8192-078-8


Edição: 1


Ano da edição: 2012


Data de publicação: 10/08/2012


Número de páginas: 190


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 21 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Olinda Guedes.

Neste livro, de uma forma suave, simples e profunda, a vida escolar é repensada em sua profundidade e riqueza. É também uma homenagem ao professor e à escola. A quem levamos e confiamos o que temos de mais precioso, oferecemos o lugar merecido, um bom lugar em nosso coração!

Através de uma prosa saborosa e inspiradora, Olinda Guedes nos faz pensar o quão fundamentais são o professor, a escola e o processo educacional em nossa vida.

O encanto do livro também está nos depoimentos de várias pessoas sobre o primeiro dia de aula, partes da vida escolar, o professor e a visão dos pais sobre a escola, desde os anos 40 até os tempos atuais. O amor à escola e ao professor permeia as linhas e entrelinhas.
Se quiser organizar o que seu filho deve levar para a escola, apanhe a lista de materiais. Mas, se quiser entender realmente o que cada um leva para a escola, esta é a obra certa!

Reverência e respeito são condições essenciais para um ambiente favorável ao aprendizado. Disciplina, dedicação e competência são fundamentais para uma carreira bem sucedida, porém, diz Olinda Guedes, só o amor pode promover a paz, condição fundamental para que o conteúdo seja assimilado e sirva ao sucesso, à carreira, à profissão, à vida!

Minha gente, o tema é esse: amor!

Todos os temas afetos à pessoa são, de alguma forma, afetos à educação. Na perspectiva da Pedagogia Sistêmica, Olinda Guedes nos brinda com o tema do amor mediando as relações educativas. Sim, o amor também é afeto à educação.

Provocando-nos com o título O que traz quem levamos para a escola?, Olinda colabora para que sejamos mais bem preparados, porque mais cultos e mais sensíveis.

Sim, há pessoalidade nos processos educacionais!