Pesquisa (Auto)Biográfica e Formação de Professores Alfabetizadores

Ref: 978-85-473-0337-2

Pesquisa (auto)biográfica e formação de professores alfabetizadores apresenta, por meio de narrativas e relatos de vida, os processos experienciados por esses profissionais docentes que atuam na rede pública de ensino. Tomando como base todo seu percurso de formação, as docentes revelam, de modo singular, sua trajetória de escolarização e formação, no sentido de apreender o conhecimento de si e, assim, apresentar o modo como foram se constituindo alfabetizadoras de sucesso, atuando, principalmente, com crianças oriundas das classes populares.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 21,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0337-2


ISBN Digital: 978-85-473-0337-2


Edição: 1


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 145


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Jussara Cassiano Nascimento.

Pesquisa (auto)biográfica e formação de professores alfabetizadores apresenta, por meio de narrativas e relatos de vida, os processos experienciados por esses profissionais docentes que atuam na rede pública de ensino. Tomando como base todo seu percurso de formação, as docentes revelam, de modo singular, sua trajetória de escolarização e formação, no sentido de apreender o conhecimento de si e, assim, apresentar o modo como foram se constituindo alfabetizadoras de sucesso, atuando, principalmente, com crianças oriundas das classes populares. Para Elizeu Clementino de Souza (2006), o ato de lembrar e narrar possibilita ao ator reconstruir experiências, refletir sobre dispositivos formativos e criar espaços para uma compreensão da sua própria prática.

A pertinência desta obra inscreve-se em um amplo movimento de investigação-formação, no qual a abordagem biográfica apresenta-se como uma perspectiva epistemológica, em que a aprendizagem da docência, dos sujeitos envolvidos, acontece a partir das reflexões e experiências que acontecem ao longo da vida.

O cotidiano humano é marcado pela troca de experiências e pela maneira singular como narramos as histórias vividas, portanto, quando o sujeito entra em contato com as experiências que viveu e que vive, movimenta-se em uma relação de diálogo entre a vida humana e o conhecimento.

O que se percebe a partir dos relatos (auto)biográficos dessas professoras é que o processo de formação e de conhecimento visto a partir de uma perspectiva biográfica acentua os recursos experienciais acumulados, demonstrando aquilo que os sujeitos aprenderam nas circunstâncias da vida.