Poesia de Cordel: Leitura e Letramentos na EJA

Ref: 978-85-473-0980-0

Poesia de Cordel: Leitura e Letramentos na EJA é uma obra dedicada aos professores, especialmente aos atuantes na Educação de Jovens e Adultos (EJA), em que a autora lança o convite à reflexão sobre que práticas de leitura e produções textuais fomentar em contextos educacionais tão diversos. Que concepções de leitura e letramentos a escola precisa defender, tendo em vista o seu compromisso com a formação de sujeitos sociais? 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 21,00

Nossos eBooks estão no formato ePub, o mais aceito nos variados aparelhos nos quais se podem ler livros digitais: eReaders, Smartphones, iPads, iPhones e PCs (este último por meio do Adobe Digital Editions). Os livros podem ser comprados via download nas seguintes livrarias online:

- Amazon (formato Mobi disponível para Kindle)

- Google Play Livros

- Apple Books

- Cultura/Kobo

ISBN: 978-85-473-0980-0


ISBN Digital: 978-65-5523-664-4


Edição: 1


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 167


Encadernação: Brochura


Peso: 300 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Sílvia Gomes de Santana Velloso.

Poesia de Cordel: Leitura e Letramentos na EJA é uma obra dedicada aos professores, especialmente aos atuantes na Educação de Jovens e Adultos (EJA), em que a autora lança o convite à reflexão sobre que práticas de leitura e produções textuais fomentar em contextos educacionais tão diversos. Que concepções de leitura e letramentos a escola precisa defender, tendo em vista o seu compromisso com a formação de sujeitos sociais? Quais gêneros textuais, orais ou escritos, podem favorecer o desenvolvimento do gosto pela leitura? Os textos da tradição oral podem ser potentes instrumentos de formação leitora, mormente na Educação de Jovens e Adultos (EJA)?  Que lugar esses textos ocupam no currículo escolar?

Sílvia Gomes de Santana Velloso apresenta a Poesia Cordelista, poética oral marginalizada por décadas e ligada a segmentos sociais desvalorizados socialmente, como gênero de texto oral/escrito que, em diálogo com as culturas e os modos de vida dos sujeitos que compõem a EJA, pode potencializar o trabalho de formação leitora nessa modalidade educacional. Sendo assim, a autora busca trazer à tona a necessidade de que todo processo de ensino/aprendizagem ocorra em interação com os contextos socioculturais dos sujeitos, considerando a diversidade que os constitui.