Redescobrindo São João de Meriti

Ref: 978-85-473-0336-5

Será que conhecemos o Patrimônio Histórico e Cultural de São João de Meriti? Como é possível identificá-lo? Quais são os bens importantes a serem preservados para as futuras gerações? Como reconhecer o valor histórico e cultural desses bens? O importante é considerar sua historicidade ou as tradições e representatividades da população já são suficientes?


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 53,00 R$ 31,80 40% off
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 53,00 R$ 24,00 55% off
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0336-5


ISBN Digital: 978-85-473-0336-5


Edição: 1


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 259


Peso: 200 gramas


Largura: 17 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Luciana Neiva.

Será que conhecemos o Patrimônio Histórico e Cultural de São João de Meriti? Como é possível identificá-lo? Quais são os bens importantes a serem preservados para as futuras gerações? Como reconhecer o valor histórico e cultural desses bens? O importante é considerar sua historicidade ou as tradições e representatividades da população já são suficientes?

Ver além daquilo que é aparentemente visível, distinguir do cenário que compõe as ruas da cidade, da ocupação desordenada que a caracteriza, o que São João de Meriti tem de belo: sua arte, os sonhos de sua gente inscritos em cada casa, armazenados em cada detalhe, em cada ornamento de suas arquiteturas. E, assim, revisitar, aprender a ler, e, finalmente, enxergar em suas esquinas, ruas, praças, em cada bairro, o processo de formação de sua história social e de seus valores culturais.

Redescobrir o patrimônio local, trazendo à tona os “lugares de memória”, cria sentimento de pertencimento e identidade. Dessas relações surge o amor à cidade. E do amor a necessidade de proteção!

Esta obra tem a intenção de mostrar o processo de redescoberta do patrimônio cultural de São João de Meriti, por meio de um inventário da sua paisagem urbana, que permitiu recuperar as imagens da cidade que não eram mais percebidas, nas quais a beleza e os traços da memória encontram-se desenhados, construindo um panorama com referências simbólicas e significativas, que resgatam o sentimento de pertencimento dos cidadãos.

Que esta obra sirva de instrumento para reafirmar a estreita relação entre patrimônio, memória e identidade e suas influências no restabelecimento dos vínculos afetivos, que despertam o interesse da sociedade meritiense em preservar o patrimônio cultural, resgatando sua própria história.                                                                                           

 

“O objetivo da preservação não é parar o tempo, porém intervir com sensibilidade nas forças de mudança. É entender o presente como um produto do passado e um modificador do futuro.”    

                                                   (John W. Lawrence)