Saberes e Sabores: Das Leituras de Narrativas Literárias Africanas aos Leitores Jovens e Adultos

Ref: 978-85-473-0828-5

O livro Saberes e sabores: das narrativas literárias africanas aos leitores jovens e adultos lança um novo olhar sobre ações interventivas eficazes para o sucesso do ensino de leitura literária e da escrita no ensino fundamental da Educação de Jovens e Adultos, tendo como suporte as Tecnologias da Informação e Comunicação. 


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 51,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 23,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0828-5


ISBN Digital: 978-85-473-0828-5


Edição: 1


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 17/11/2017


Número de páginas: 143


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Célia Ferreira de Sousa.

O livro Saberes e sabores: das narrativas literárias africanas aos leitores jovens e adultos lança um novo olhar sobre ações interventivas eficazes para o sucesso do ensino de leitura literária e da escrita no ensino fundamental da Educação de Jovens e Adultos, tendo como suporte as Tecnologias da Informação e Comunicação. 

A EJA em âmbito geral vem enfrentando um contínuo fluxo de redução de matrículas, além de outras desvantagens ocasionadas pela ausência de políticas públicas voltadas a essa população, a qual, devido à ineficácia na educação, é muitas vezes marginalizada e até mesmo excluída do sistema escolar.

Esta obra mostra um pouco da realidade de sujeitos estudantes dessa modalidade de ensino, e contribui sobremaneira com a ideia da práxis, do ser ontocriativo que se revela no decorrer do tempo. Por isso, vemos aqui os papéis de professor/acadêmico transformando sua sala de aula em um laboratório de observação, análise e estudo, refletindo e intervindo em sua própria ação cotidiana, em que o pesquisador no exercício da docência apropria-se dos saberes científicos e toma sua sala como objeto de pesquisa, desenvolvendo o ensino a partir da interligação entre teoria e prática.

Por meio de uma coletânea de contos literários de escritores africanos de língua portuguesa, especificamente de Angola e Moçambique, consolidam-se com os estudantes reflexões sobre as temáticas presentes nos textos e promovem-se questões sobre diversidade, identidades múltiplas, multiculturalismo e valorização da mulher, entre outros assuntos que, sem dúvidas, conclamam discussões tão necessárias quanto urgentes no seio educacional.

O que é considerado diferente sempre provocou estranheza ao olhar do outro, chegando até mesmo a incitar a intolerância social, e é, portanto, a partir de enfoques múltiplos que esta obra torna-se um mecanismo de motivação para aqueles que acreditam na possibilidade de haver sucessos educacionais mediante ações interventivas, a partir da inserção das novas Tecnologias da Informação e Comunicação, discutindo e apontando alternativas práticas voltadas ao desenvolvimento de estratégias de leitura – literária e não literária –, da escrita como forma de autoria das histórias de vida dos estudantes e de temáticas de ações mais humanas e efetivas.