Ser Semente: Mulheres A’uwe, Corpos Políticos e Solidariedade Ecológica em Marãiwatsédé

Ref: 978-85-473-0971-8

O Ser semente oferece uma análise crítica necessária para o estágio que nos encontramos enquanto sociedade. Para tanto, dedica-se a descrever a experiência das mulheres do povo A’uw?-Xavante na retomada da Terra Indígena Marãiwatsédé, do estado de Mato Grosso, a partir da participação dessas em coletivos de coletas de sementes.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0971-8


ISBN Digital: 978-85-473-1205-3


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 185


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Deyvisson Pereira da Costa.

2. Suely Henrique de Aquino Gomes.

3. Sckarleth Martins.

Para tanto, dedica-se a descrever a experiência das mulheres do povo A’uw?-Xavante na retomada da Terra Indígena Marãiwatsédé, do estado de Mato Grosso, a partir da participação dessas em coletivos de coletas de sementes.

 A discussão sobre a retomada de Marãiwatsédé, considerada a área mais desmatada da Amazônia Legal, evidencia feixes de afetos, de disputas e de solidariedades que modificam o modo com que as mulheres A’uw?-Xavante lidam com o outro, com a natureza e consigo mesmas. Modificam, também, as políticas, os espaços, as subjetividades e espiritualidades de todas as formas de vida.

 Mais do que necessário, Ser semente é uma carta em aberto para que se indigne, revolte-se e contagie-se com uma novidade há muito anunciada pelos povos ameríndios. A reboque da sabedoria indígena, o livro apresenta um retrato honesto do que é estar diante da criatividade e da força política dos povos ameríndios brasileiros, e constata: é preciso Ser semente.