Sociedade em Rede: Comunicação Científica na Nova Mídia

Ref: 978-85-473-0076-0

Sociedade em rede: comunicação científica na nova mídia traz aos leitores a elaboração e resolução de um importante problema relacionado à comunicação do conhecimento científico entre os pesquisadores e entre pesquisadores e leigos: como tornar possível a difusão de conhecimentos complexos e expressos em jargões muito específicos, de forma que cheguem ao alcance de outros cientistas e do público em geral?


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 21,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0076-0


ISBN Digital: 978-85-473-0076-0


Edição: 1


Ano da edição: 2016


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 143


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Alessandro Mancio de Camargo.

Sociedade em rede: comunicação científica na nova mídia traz aos leitores a elaboração e resolução de um importante problema relacionado à comunicação do conhecimento científico entre os pesquisadores e entre pesquisadores e leigos: como tornar possível a difusão de conhecimentos complexos e expressos em jargões muito específicos, de forma que cheguem ao alcance de outros cientistas e do público em geral?

A resposta a essa pergunta é necessária para possibilitar o que o filósofo Mario Bunge chama de “experimento intersubjetivo” – a forma pela qual a comunidade dos seus pares (cientistas) chega a um consenso sobre alguma questão de pesquisa. Além disso, ao se solucionar esse dilema, avança-se rumo à formação dos pesquisadores, ao ensino e à divulgação dos conhecimentos. Por consequência, a comunicação científica cria um ambiente propício para apoiar as políticas de promoção da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) por parte da sociedade, incentivando ainda mais os investimentos na área. Logo, ao tratar da comunicação científica na sociedade em rede, a obra de Alessandro Mancio de Camargo também visa acentuar como o sucesso profissional está ligado ao incremento da comunicação interpessoal e à interação nas redes sociais digitais, especialmente para o público que atua nesse segmento.

Indicado tanto para quem faz pós-graduação como para quem já trabalha em organizações inovadoras e start-ups, este livro analisa todos os seus assuntos à luz da Teoria Geral de Sistemas, de Bunge (e outros pensadores), e da Semiótica, pelo enfoque do lógico Charles S. Peirce, além de ter como pano de fundo a maneira pela qual os modos interativos de comunicação científica têm afetado o paradigma da representação da CT&I na nova mídia, em que a prática do online buzz – comunicação interpessoal, descrita como agito/burburinho social – se tornou referência. O autor escreve sobre esses temas de forma minuciosa, tendo em vista suprir o conhecimento dos interessados em ciência, filosofia e semiótica e também de todos os que se dedicam à divulgação científica ou querem inteirar-se desse universo.