A Relação Homem-Natureza Nas Comunidades Tradicionais da Ilha de Guriri-ES: Subsídios à Educação Ambiental

Ref: 978-85-473-1243-5

Comunidades que ainda mantêm características de tradicionalidade sofrem pressão tanto da expansão urbana quanto da implantação de unidades de conservação da natureza. Essas ações marginalizam moradores e provocam rupturas na relação homem-natureza.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 44,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1243-5


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 22/05/2018


Número de páginas: 173


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Ezinete Moreira do Rozario.

2. Claudineia da Cunha Teixeira.

3. Erica Duarte Silva.

4. Marcos da Cunha Teixeira.

Comunidades que ainda mantêm características de tradicionalidade sofrem pressão tanto da expansão urbana quanto da implantação de unidades de conservação da natureza. Essas ações marginalizam moradores e provocam rupturas na relação homem-natureza. Pensando nisso, o livro Relação homem-natureza das comunidades tradicionais da Ilha de Guriri-ES resgata um pouco das histórias vividas e contadas por moradores que ainda preservam especificidades do modo de vida tradicional da Ilha de Guriri, onde restingas e manguezais resistem às investidas do desenvolvimento econômico. Invisíveis às agendas oficiais e nos bastidores da economia, as narrativas dos moradores apresentadas nesta obra atestam que, historicamente, o modelo de desenvolvimento tem negado a existência de outras escolhas e outros projetos de vida para a região. Trata-se, portanto, de uma obra importante para etnocientistas, ambientalistas, educadores ambientais, estudantes, e todos que tenham interesse no debate sobre a relação homem-natureza e desenvolvimento regional, tão atual e ainda tão polêmico.