Por que se Faz Mau Uso das Tecnologias Digitais na Atualidade?

Ref: 978-85-473-1404-0

O uso intensivo das tecnologias digitais pelo homem na atualidade é um fato. O problema é que nem sempre as tecnologias são bem utilizadas, servindo de ferramentas para o crime, para a banalidade, e, ainda, são fontes de comportamentos patológicos para uma parcela de seus usuários. Sabe-se que as tecnologias não são neutras, mas cabe aos seus usuários a decisão de usá-las e com qual objetivo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 42,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 19,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1404-0


ISBN Digital: 978-85-473-1405-7


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 22/05/2018


Número de páginas: 101


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Henrique Nou Schneider.

2. Geovânia Nunes de Carvalho.

O uso intensivo das tecnologias digitais pelo homem na atualidade é um fato. O problema é que nem sempre as tecnologias são bem utilizadas, servindo de ferramentas para o crime, para a banalidade, e, ainda, são fontes de comportamentos patológicos para uma parcela de seus usuários. Sabe-se que as tecnologias não são neutras, mas cabe aos seus usuários a decisão de usá-las e com qual objetivo.

Nesse cenário, o Grupo de Estudos e Pesquisa em Informática na Educação (Gepied/CNPq), da Universidade Federal de Sergipe, vem discutindo essa temática no âmbito da linha de pesquisa “Tecnologias e Humanidade”, motivado pela necessidade de compreender a problemática do mau uso das Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação (TDIC) procurando manter-se afastado do posicionamento maniqueísta tecnófilo/tecnófobo, na relação das TDIC com a sociedade contemporânea.

O livro Por que se faz mau uso das tecnologias digitais na atualidade? é fruto de ciclos de estudos e discussões, com o objetivo de oferecer uma análise norteada pelo conceito de “esclarecimento” (aufklärung) postulado por Kant, por ser o filósofo que delimita a Modernidade no tocante à concepção de preceitos morais. Seu conceito de aufklärung oferece um princípio basilar sobre o comportamento do homem diante de situações que exigem seu posicionamento crítico e autônomo.

O leitor encontrará reflexões de cada autor, marcadas pelo traço da diversidade, resultante da heterogeneidade de formação acadêmica dos membros do Gepied.