Intelectuais e Nação: Leituras de Brasil na República

Ref: 978-85-473-1031-8

Quem somos nós como nação? É ainda relevante a reflexão sobre o problema da identidade nacional nesta época de globalismo desenfreado, de desordem mundial e de ataques sucessivos das grandes corporações internacionais às instituições brasileiras, que ameaçam nossa soberania e nossa experiência histórica?


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 68,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 31,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1031-8


ISBN Digital: 978-85-473-1881-9


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 24/07/2018


Número de páginas: 305


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Leonardo Dallacqua de Carvalho.

2. Felipe Yera Barchi.

Quem somos nós como nação? É ainda relevante a reflexão sobre o problema da identidade nacional nesta época de globalismo desenfreado, de desordem mundial e de ataques sucessivos das grandes corporações internacionais às instituições brasileiras, que ameaçam nossa soberania e nossa experiência histórica?

Este livro, que reúne estudos recentes de jovens e talentosos pesquisadores de diversas instituições do País, demonstra a atualidade desse tema clássico da historiografia brasileira. Traz em pauta “atores históricos que procuraram pensar o Brasil em diferentes perspectivas”, desde o início do período republicano: historiadores, engenheiros, juristas, literatos e outros intelectuais – alguns muito renomados, como Monteiro Lobato, Olavo Bilac, Sérgio Buarque de Holanda, outros nem sempre lembrados, a exemplo de Theodoro Sampaio, Júlio de Castilhos, Francisca Senhorinha da Motta Diniz, num rol mais amplo.

A retomada dessa persistente e dolorida indagação acerca da nossa identidade como povo e nação, com metodologia atualizada e novos horizontes intelectuais, já por si recomenda a leitura da obra.

 

Antonio Celso Ferreira

Professor titular de História do

Brasil aposentado da Unesp