A Filosofia no Ensino Médio: Uma Análise Discursiva dos Documentos Oficiais

Ref: 978-85-473-1133-9

O livro A Filosofia no ensino médio: uma análise discursiva dos documentos oficiais aborda discursivamente todo o processo de inclusão e/ou exclusão da disciplina de Filosofia no currículo oficial, tendo como eixo norteador as seguintes questões: quais as relações de poder-saber que permearam a questão do ensino de Filosofia no currículo do ensino médio?  De que forma essas relações apontam para um tipo de sujeito do currículo?


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1133-9


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 17/05/2018


Número de páginas: 157


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Daniel Santini Rodrigues.

O livro A Filosofia no ensino médio: uma análise discursiva dos documentos oficiais aborda discursivamente todo o processo de inclusão e/ou exclusão da disciplina de Filosofia no currículo oficial, tendo como eixo norteador as seguintes questões: quais as relações de poder-saber que permearam a questão do ensino de Filosofia no currículo do ensino médio?  De que forma essas relações apontam para um tipo de sujeito do currículo?

 A disciplina de Filosofia retornou ao currículo do ensino médio, em 2008, com a Lei n. 11.684, que tornou obrigatório o seu ensino. Foram anos de luta e de esforço para essa inclusão, de uma disciplina que no passado tinha um destaque e era compreendida como primordial, dentro de uma perspectiva humanística de educação. Mas as perspectivas mudaram... correntes utilitaristas e pragmáticas atravessaram a educação brasileira, e a Filosofia começou a ser vista de outra forma.

 A partir da compreensão do currículo como um campo discursivo de práticas e saberes que favorece tornar o mundo inteligível, que atravessa o sujeito e o constitui, tendo a analítica discursiva de Foucault como ferramenta de problematização, o presente livro discute as relações de poder-saber que permearam a questão da Filosofia no currículo do ensino médio. Para isso, esta obra fundamenta suas reflexões nos estudos no campo do Currículo, em uma perspectiva pós-crítica e na analítica discursiva de Foucault, principalmente com seus conceitos de discurso, relações de poder-saber e sujeito.

 Esta obra ganha maior relevância com as recentes discussões sobre a possibilidade de seu ensino facultativo no currículo do ensino médio. Mesmo com a pequena carga horária semanal, a boa parcela de professores não graduados em Filosofia, a não aceitação de parte da comunidade escolar da presença da Filosofia no currículo, entre outras dificuldades, a Filosofia possibilita pensar de outro modo os acontecimentos da vida.