A Dimensão Terapêutica da Educação Inclusiva

Ref: 978-85-473-1938-0

O livro A dimensão terapêutica da educação inclusiva lança um olhar sobre a vigência do paradigma inclusivo no âmbito das políticas públicas de educação no Brasil, bem como as formas de sua implementação em escolas da rede pública a partir do entendimento das políticas de inclusão por parte de gestores e professores para atender alunos com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e altas habilidades/superdotação.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 25,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1938-0


ISBN Digital: 978-85-473-1953-3


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 27/08/2018


Número de páginas: 213


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Mariliane Adriana Monteiro.

O livro A dimensão terapêutica da educação inclusiva lança um olhar sobre a vigência do paradigma inclusivo no âmbito das políticas públicas de educação no Brasil, bem como as formas de sua implementação em escolas da rede pública a partir do entendimento das políticas de inclusão por parte de gestores e professores para atender alunos com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e altas habilidades/superdotação. Esse olhar está direcionado à intencionalidade estabelecida no âmbito da política pública e à sua consecução no cotidiano das escolas. O referencial teórico utilizado nesta obra constitui-se de autores dos campos da Educação, da Psicologia e da Psicanálise. São feitas considerações sobre possíveis contribuições para a educação e a formação dos educadores que atuam no contexto da educação inclusiva, na perspectiva de que a escola cumpre uma função terapêutica, exercendo, assim, um papel importante no processo de inclusão do indivíduo na sociedade. A escola é um espaço de circulação social e de humanização, desempenhando um papel fundamental nas aprendizagens das novas gerações. Esta obra busca mostrar a possibilidade de se efetuar um trabalho educativo na perspectiva de uma educação terapêutica, uma vez que a escola, a partir da sua função de ensinar e educar, pode oportunizar um lugar social para a inclusão, transcendendo o direito e o cumprimento da lei que ordena todas as crianças na escola.