Sándor Ferenczi e as Perspectivas da Psicanálise - Elementos para uma Metapsicologia Freudo-Ferencziana

Ref: 978-85-473-1935-9

O livro Sándor Ferenczi e as perspectivas da psicanálise: elementos para uma metapsicologia freudo-ferencziana apresenta uma leitura metodológica do projeto psicanalítico de Ferenczi, cujas ideias vêm sendo retomadas pela psicanálise atual. Por um lado, atribui-se aos experimentos técnicos desenvolvidos por Ferenczi no período inicial de sua obra contribuição decisiva ao introduzir alternativas de manejo na técnica, algumas das quais integram a prática psicanalítica como a conhecemos hoje.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 62,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 27,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1935-9


ISBN Digital: 978-85-473-1950-2


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 27/08/2018


Número de páginas: 271


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Helio Honda.

O livro Sándor Ferenczi e as perspectivas da psicanálise: elementos para uma metapsicologia freudo-ferencziana apresenta uma leitura metodológica do projeto psicanalítico de Ferenczi, cujas ideias vêm sendo retomadas pela psicanálise atual. Por um lado, atribui-se aos experimentos técnicos desenvolvidos por Ferenczi no período inicial de sua obra contribuição decisiva ao introduzir alternativas de manejo na técnica, algumas das quais integram a prática psicanalítica como a conhecemos hoje. Por outro, as proposições teóricas tardias sobre uma traumatogênese das perturbações mentais teriam sido importantes para o questionamento das bases da metapsicologia, então ainda assentadas sobre as concepções de Freud. Por tudo isso, as ideias de Ferenczi teriam servido de fonte de inspiração para grandes psicanalistas pós-freudianos, não apenas no desenvolvimento de novas modalidades de tratamento, como no avanço do conhecimento psicanalítico de casos de transtornos graves da personalidade. Contudo suas contribuições para a teoria e para a técnica parecem ser vistas como pouco integradas ou mesmo dissociadas, podendo sugerir a falsa ideia de uma prática clínica desprovida ou distanciada da metapsicologia, como uma clínica do trauma, apenas. Este livro procura mostrar como a consideração das ideias metodológicas de Ferenczi, talvez eclipsadas pela valorização de suas contribuições à técnica e à traumatogênese, são decisivas para alcançarmos uma compreensão mais justa do sentido de sua obra, na qual técnica e teoria, clínica e metapsicologia revelam-se entrelaçadas em um circulus benignus de mútua interação. Assim, a partir de uma discussão preliminar de suas ideias metodológicas, o livro examina alguns dos experimentos com a técnica, a fim de mostrar não apenas como tais ensaios são orientados por teorias, mas também como uma metodologia virtuosa o conduz desde os avanços no domínio da técnica ao aprofundamento de suas reflexões teóricas, culminando na proposição de uma traumatogênese que abalaria os alicerces da psicanálise. Não menos importante, dado que desde o início é nas ideias de Freud que Ferenczi busca os recursos conceituais necessários para prosseguir em suas reflexões, o prolongamento desses desenvolvimentos o levaria a propor uma ampliação e um aprofundamento da própria metapsicologia, daí as perspectivas de uma metapsicologia freudo-ferencziana.