O Maior São João do Mundo: Multifaces de uma Grande Festa Brasileira

Ref: 978-85-473-1076-9

A festa, para as mais diferentes sociedades, do passado e do presente, é vista como uma celebração à vida, espontaneidade e alegria e, em  tratando-se de celebração pública há outras faces não explícitas para o olhar comum, muito complexas, cujos desvelamentos necessitam de observações argutas, justamente a tarefa desenvolvida pela autora sobre O Maior São João do Mundo, a grande festa junina de Campina Grande, Paraíba, realizada desde 1983, com 30 dias de atividades, há anos já alçada à condição de megaevento.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 58,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 26,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1076-9


ISBN Digital: 978-85-473-1077-6


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 27/08/2018


Número de páginas: 235


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Zulmira Nóbrega.

A festa, para as mais diferentes sociedades, do passado e do presente, é vista como uma celebração à vida, espontaneidade e alegria e, em  tratando-se de celebração pública há outras faces não explícitas para o olhar comum, muito complexas, cujos desvelamentos necessitam de observações argutas, justamente a tarefa desenvolvida pela autora sobre O Maior São João do Mundo, a grande festa junina de Campina Grande, Paraíba, realizada desde 1983, com 30 dias de atividades, há anos já alçada à condição de megaevento.

O trabalho investigativo se encontra transcrito neste livro com um texto que apresenta uma abordagem multidimensional sobre a grande festividade: os meandros da organização político-promocional atrelada aos interesses empresariais, a estrutura nos segmentos das indústrias criativas e economia criativa, os campos de desigualdades e disputas, as transversalidades culturais em que as expressões tradicionais disputam espaços com as manifestações da indústria cultural, a sofisticação das sedutoras cenografias, as simbologias que despertam as questões de pertencimento identitário e cultura lúdico-participativa, a cadeia simbólica em função do turismo, entre outras ocorrências, das mais simples às mais intricadas.

O livro traz descrições e contextualizações em visão caleidoscópica, que revelam a alma do megaevento, exemplares, portanto, para instigar e proporcionar a compreensão das festas públicas contemporâneas, de seus enigmáticos elementos.