“Faz Assim ó” - Modos de Ensinar das Crianças como Subsídio para a Educação

Ref: 978-85-473-2009-6

“Faz assim ó”: modos de ensinar das crianças como subsídio para a educação é um escrito encharcado de compromisso com a universidade pública, o cuidado com a infância e o respeito às crianças. A partir da convicção de que crianças ensinam, apresenta-se aos profissionais e às instituições ligados ao mundo das ensinagens a novidade da constatação ontológica de que a criança, para se desenvolver, aprende, mas também ensina.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2009-6


ISBN Digital: 978-85-473-2009-6


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 24/09/2018


Número de páginas: 129


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. João Alfredo Martins Marchi.

2. Verônica Regina Müller.

“Faz assim ó”: modos de ensinar das crianças como subsídio para a educação é um escrito encharcado de compromisso com a universidade pública, o cuidado com a infância e o respeito às crianças. A partir da convicção de que crianças ensinam, apresenta-se aos profissionais e às instituições ligados ao mundo das ensinagens a novidade da constatação ontológica de que a criança, para se desenvolver, aprende, mas também ensina.

 Ao longo do livro o leitor aventura-se por três destinos: um projeto com crianças, um circo e uma escola, encontrando o que há de comum nos modos de ensinar dos pequenos em contextos aparentemente tão distintos. As aprendizagens levam os autores a perguntarem-se o que a escola poderia aprender com tais saberes. Mas, eventualmente, o/a leitor/a também poderá perguntar-se se nas situações cotidianas de educação não subestimamos as crianças, ou, ainda, se não as tratamos inadequadamente como adultos em miniatura, ou, se não deixamos de escutá-las porque o que têm a dizer não é válido.

 Com esta obra, o olhar do adulto para a criança é ampliado e levado a romper com a hierarquia hegemônica de que só gente grande pode e sabe ensinar. Toda uma ideia tradicional sobre o paradigma do desenvolvimento infantil pode ser repensada a partir desta investigação.