Produção Escrita no Exame Celpe-Bras: Língua e Discurso

Ref: 978-85-473-1621-1

Nesta obra tem-se um diálogo entre Linguística Aplicada e Análise do Discurso que, de mãos dadas, são os marcos teóricos para a análise de provas do exame Celpe-Bras. Assim, de forma minuciosa e pertinente, Teoria Semiolinguística ancorada no Modo de Organização Enunciativo do Discurso e Interlíngua vão se imiscuindo aos elementos de pesquisa para se relevarem como possibilitadoras de uma maior e melhor compreensão dos níveis de proficiência dos examinandos, de tal forma que se levantem muitos porquês e se encontre uma resposta técnica e bem embasada.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1621-1


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 28/09/2018


Número de páginas: 221


Encadernação: Brochura


Peso: 2 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Ana Maria Nápoles Villela.

2. Jerônimo Coura-Sobrinho.

3. Liliane de Oliveira Neves.

Nesta obra tem-se um diálogo entre Linguística Aplicada e Análise do Discurso que, de mãos dadas, são os marcos teóricos para a análise de provas do exame Celpe-Bras. Assim, de forma minuciosa e pertinente, Teoria Semiolinguística ancorada no Modo de Organização Enunciativo do Discurso e Interlíngua vão se imiscuindo aos elementos de pesquisa para se relevarem como possibilitadoras de uma maior e melhor compreensão dos níveis de proficiência dos examinandos, de tal forma que se levantem muitos porquês e se encontre uma resposta técnica e bem embasada.

O foco de Produção escrita no exame Celpe-Bras: língua e discurso foram as provas escritas do exame. Gráficos resultantes da criteriosa análise executada foram construídos para, de forma muito clara e objetiva, descortinarem-se os elementos da Teoria Semiolinguística de Patrick Charaudeau, vista de uma maneira inovadora.

A grade de correção do exame se coaduna com as produções escritas e dá conta de enquadrar os examinandos em seus respectivos níveis de forma concreta? Alocução, elocução e delocução, em suas diversas modalidades, são usadas de que forma no cumprimento de tarefas do exame Celpe-Bras? Há relação entre as faixas de certificação e os estágios de interlíngua? Todos esses questionamentos são levantados e detalhadamente respondidos.

Neste livro, que foi feito com tanto zelo por seus autores, temos a possibilidade de descobrir como o sujeito se manifesta e se posiciona diante dos seus interlocutores, do seu discurso e do mundo que o cerca, e de ampliar e garantir nossos conhecimentos e nos deleitarmos com uma leitura que flui e avança sem nos darmos conta. Temos, de forma inegável, o prazer da leitura acadêmica, por meio da qual, certamente, estaremos mais bem preparados para a docência na área de ensino do Português para falantes de outras línguas.

 

Mônica Baêta Neves Pereira Diniz

Mestre em Linguística (UFMG) e pesquisadora do Grupo de Pesquisas em Linguagem e Tecnologia (Infortec – Cefet-MG)