A Campanha Abolicionista na Revista Illustrada (1876-1888): Ângelo Agostini e a Educação do Povo

Ref: 978-85-473-2217-5

O livro de Mônica Vasconcelo analisa as caricaturas publicadas na Revista Illustrada entre os anos de 1876 e 1888 na defesa do fim da escravidão e os discursos a elas subjacentes. Uma obra fundamental para a historiografia educacional brasileira, por se tratar de estudo que aborda a influência das caricaturas pró-abolição junto à opinião pública da época e a participação da imprensa nesse processo.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 23,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2217-5


ISBN Digital: 978-85-473-2186-4


Edição: 1


Ano da edição: 2018


Data de publicação: 29/10/2018


Número de páginas: 139


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Mônica Vasconcelo.

O livro de Mônica Vasconcelo analisa as caricaturas publicadas na Revista Illustrada entre os anos de 1876 e 1888 na defesa do fim da escravidão e os discursos a elas subjacentes. Uma obra fundamental para a historiografia educacional brasileira, por se tratar de estudo que aborda a influência das caricaturas pró-abolição junto à opinião pública da época e a participação da imprensa nesse processo. Outro ponto relevante na análise refere-se à forma de abordagem metodológica realizada pela autora ao tomar a educação como um processo inerente ao movimento geral da sociedade, e não apenas circunscrita ao âmbito escolar. Os aspectos formativos intrínsecos à Revista Illustrada ressaltam o compromisso político de Ângelo Agostini, fundador e redator do periódico que, habilmente, utilizou-se de uma linguagem visual de fácil acesso ao público leitor, tornando a sua revista acessível principalmente aos iletrados e contribuindo, assim, na compreensão dos prejuízos de se manter uma forma de trabalho amplamente contestada no mundo civilizado. Este livro resulta na exposição de uma fonte de pesquisa extremamente profícua a todos que se interessam pelo tema escravidão e imprensa do século XIX que buscam conhecer os embates sobre a necessidade do fim da escravidão no Brasil e as consequências de mantê-lo diante do processo de modernização.