A Água e as Pulsões em o Lustre, de Clarice Lispector

Ref: 978-85-473-2436-0

Ao recuperar ensaios e artigos escritos no calor do lançamento da obra O lustre, segundo romance de Clarice Lispector, publicado em 1946, Mariângela Alonso busca também esclarecer o lugar que O lustre ocupa no horizonte ficcional de Clarice, valendo-se do diálogo entre Literatura e Psicanálise.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2436-0


Edição: 1


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 12/12/2018


Número de páginas: 149


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Mariângela Alonso.

Ao recuperar ensaios e artigos escritos no calor do lançamento da obra O lustre, segundo romance de Clarice Lispector, publicado em 1946, Mariângela Alonso busca também esclarecer o lugar que O lustre ocupa no horizonte ficcional de Clarice, valendo-se do diálogo entre Literatura e Psicanálise. Nesta investigação, a pesquisadora discute o sema da água como elemento estruturador dos movimentos pulsionais de vida e morte presentes na trajetória da personagem Virgínia. A água fornece ideias enriquecedoras para a argumentação, já que atravessa vertiginosamente todo o enredo, desde a cena inicial, construída em torno da sugestão de um afogamento, o pacto e o segredo dos irmãos, até a morte trágica de Virgínia. O estudo crítico que consta neste volume percorre o chamado “psiquismo hidrante”, discutindo de forma bastante aguda as imagens substanciais da água, no que elas têm de profundidade, mistério e vertigem. A união de Literatura e Psicanálise assume a tarefa de preencher lacunas deixadas pela crítica na avaliação do romance O lustre e faz deste estudo uma obra de leitura obrigatória para a compreensão da escrita de Clarice Lispector.