A Língua Portuguesa Como Ativo Político: Um Mundo de Oportunidades Para os Países Lusófonos

Ref: 978-85-473-2218-2

As navegações e descobertas portuguesas do século XV fizeram do português a primeira língua a ser globalizada, mas mantiveram oculto por séculos o poder da língua como ativo político.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2218-2


ISBN Digital: 978-85-473-2187-1


Edição: 1


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 12/02/2019


Número de páginas: 237


Encadernação: Brochura


Peso: 200 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Monica Villela Grayley.

As navegações e descobertas portuguesas do século XV fizeram do português a primeira língua a ser globalizada, mas mantiveram oculto por séculos o poder da língua como ativo político.

Seis séculos depois, este livro desbrava os obscuros oceanos da lusofonia, nos quatro cantos do globo, para mostrar que o idioma de mais de 280 milhões de falantes pode trazer à luz a influência geopolítica já explorada pelo espanhol, pelo inglês e pelo francês com a francofonia.

A autora viaja por conceitos como autoestima e commodities linguísticas, marketing diplomático do idioma, poder econômico da língua e o Fórum de Macau, e prova que a política da língua inclui cooperação e competição no eixo Norte-Sul. A eficiência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e o interesse crescente de outros países pelo bloco de língua portuguesa, com sede em Lisboa, serve de bússola nesta viagem.

O livro expõe ainda a urgência de uma promoção coordenada do português, com um instituto multinacional de ensino que exporte a língua a novos mares de afirmação e influência geopolíticas, resgatando o seu lugar de conquista na História.