As Alegorias da Cegueira

Ref: 978-85-473-2467-4

Como se configura a forma literária em Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago? Como um processo social denso, difícil, emerge, de maneira mediada e refratada pela linguagem, nessa forma alegórica?


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 59,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 26,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2467-4


ISBN Digital: 978-85-473-2467-4


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 15/02/2019


Número de páginas: 249


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Daniela de Araújo Vieira.

Como se configura a forma literária em Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago? Como um processo social denso, difícil, emerge, de maneira mediada e refratada pela linguagem, nessa forma alegórica?

Em As Alegorias da Cegueira, quanto mais a autora concentra-se na análise do enredo, do narrador, das personagens, enfim, na ficção montada por Saramago, mais vê projetado o universal, mediante a instauração da violência como ordem vigente na cidade fictícia, causada pela total destruição do Estado de Direito e predomínio do Estado de Exceção. Da percepção dessa facilidade de romper os limites entre civilização e barbárie, ensaia uma reflexão sobre uma série de questões inerentes à condição humana no mundo do capitalismo avançado, traduzidas pelas várias formas de alegorias da cegueira: a despolitização da polis, impulsionando-a para um retorno à ordem primitiva, as várias formas de organização do Contrato Social, as relações entre o indivíduo e o coletivo, as transformações das relações sociais. Por tudo isso, é uma leitura densa e instigante para apaixonados por refletir sobre o processo social por meio da literatura.