Educação Científica: Outras Vertentes do Conhecimento

Ref: 978-85-473-0832-2

A educação se reconstrói e novos conhecimentos emergem, (re)significando o ato pedagógico e educativo, tornando a escola um lugar de (re)construção das novas culturas e inúmeras possibilidades, (re)edificando o conhecimento e os processos sociais, políticos, midiáticos e tecnológicos dos alunos e professores.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 51,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-0832-2


Edição:


Ano da edição: 2017


Data de publicação: 00/00/0000


Número de páginas: 240


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 21 cm


1. Kátia Soane Santos Araújo.

A educação se reconstrói e novos conhecimentos emergem, (re)significando o ato pedagógico e educativo, tornando a escola um lugar de (re)construção das novas culturas e inúmeras possibilidades, (re)edificando o conhecimento e os processos sociais, políticos, midiáticos e tecnológicos dos alunos e professores.

Este livro tem como objetivo apresentar o projeto “A rádio da escola na escola da rádio”, como estratégia teórica, metodológica e interventiva na educação básica. Tal propósito envolve a educação científica como elemento de mobilização, transformação e tomada de consciência pelos sujeitos, mediado pelas potencialidades das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), ao entendimento do “lugar”.

Nesta obra é destacada a educação básica, para refletirmos sobre como a construção do conhecimento se delineia nessa etapa formativa, as relações estabelecidas entre a educação como reprodução e a educação como processo criativo/construtivo.

A necessidade de inaugurar uma discussão sobre a importância da educação científica na educação básica emerge da perspectiva de tornar a escola um lugar de (re)construção das novas culturas e outras possibilidades, (re)edificando o conhecimento, e de compreender os processos sociais, políticos, midiáticos e tecnológicos com e a partir dos alunos.

Assim, esta produção tem um percurso empírico, em que se buscou entender os aspectos que envolvem a educação por meio da pesquisa e da aplicação do projeto em uma unidade da rede pública, como uma possibilidade (re)constituinte do aprender e (re)construtora do conhecimento.

A importância desse debate consiste em esclarecer que a aprendizagem é um processo constante e que não se esgota apenas na escolarização, mas que a partir dela se constrói o fomento para a consciência ideológica, crítica, como ação possibilitadora de novas construções formativas alicerçadas pelos aspectos vividos nas relações socioculturais experienciadas pelos sujeitos, na perspectiva de lançar novos olhares para formar outros meios de produção e difusão da pesquisa científica na educação básica das escolas da rede pública.