Juventudes Líquido-Modernas: Uma Análise a Partir dos Estudos Culturais em Educação

Ref: 978-85-473-2820-7

A partir dos anos de 1990 vemos emergir no Brasil os Estudos Culturais em Educação, um campo teórico e metodológico que se expande com bastante vigor potencializado pelos desafios contemporâneos que a tarefa de educar nos impõe.  Aos estudiosos do campo da educação, os Estudos Culturais oportunizam ampliar o leque de análise, fazendo emergir os múltiplos modos de ensinar e de aprender que o contato com a cultura possibilita.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 44,20
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 30,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2820-7


ISBN Digital: 978-85-473-2820-7


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 06/03/2019


Número de páginas: 199


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Ana Carolina Sampaio Zdradek.

A partir dos anos de 1990 vemos emergir no Brasil os Estudos Culturais em Educação, um campo teórico e metodológico que se expande com bastante vigor potencializado pelos desafios contemporâneos que a tarefa de educar nos impõe. 

Aos estudiosos do campo da educação, os Estudos Culturais oportunizam ampliar o leque de análise, fazendo emergir os múltiplos modos de ensinar e de aprender que o contato com a cultura possibilita.

Assim, embora escape do ambiente formal da escola, este livro se ocupa de forma competente e rigorosa da temática da educação.

Trata-se de um estudo sobre nossos hábitos diários de acesso à rede mundial de computadores por meio de dispositivos eletrônicos móveis e a análise dos efeitos de tais práticas sobre o modo como estamos nos constituindo sujeitos.

Especialmente envolvida com a obra de Zygmunt Bauman, a pesquisadora traça um panorama da sociedade em que prevalecem os lugares convencionados de comunicação em rede, conceito criado por ela para dar conta das especificidades da relação homem-rede em nossos dias.

Leitura obrigatória para quem se interessa em problematizar o modo como as mídias digitais nos (trans)formam e como se dão as conexões entre os/as jovens a partir do uso que fazem dessas mídias.

 

Prof.ª Dr.ª Andresa Silva da Costa Mutz