Se Queres Saber...: A Hora e a Vez das Rainhas do Rádio

Ref: 978-85-473-2710-1

O sucesso alcançado pelas cantoras do rádio – em termos de vendas de discos, aparições em programas de auditório de emissoras de rádio e participações em filmes na década de 1950 – fez com que essas mulheres juntassem em torno de si legiões de admiradores e admiradoras que não poupavam esforços para estar próximos a elas.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 70,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2710-1


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 07/03/2019


Número de páginas: 245


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Paola Giuliana Borges.

O sucesso alcançado pelas cantoras do rádio – em termos de vendas de discos, aparições em programas de auditório de emissoras de rádio e participações em filmes na década de 1950 – fez com que essas mulheres juntassem em torno de si legiões de admiradores e admiradoras que não poupavam esforços para estar próximos a elas. A repercussão positiva de suas carreiras junto a esse público que se formava em torno dos dois principais meios de comunicação da época, cinema e rádio, acabou fazendo com que as revistas do período se interessassem cada vez mais por essas mulheres. Dessa forma, essas cantoras, representadas neste livro por Linda Batista, Dalva de Oliveira, Emilinha Borba e Marlene, passaram a figurar em frequentes reportagens da mais importante publicação especializada no principal meio de comunicação desse período no país, a Revista do Rádio. Nessas matérias, eram apresentados diversos dados estatísticos ligados às suas carreiras, mas também, e principalmente, representações sobre suas figuras pautadas, muitas vezes, em valores conservadores que se queriam propagar, a partir dessas artistas, para o público consumidor da revista. Cantoras representadas como donas-de-casa, mães de família, boas filhas e boas esposas que forneciam diversos exemplos, a partir de seus próprios discursos, sobre comportamentos ideais para suas fãs em relação à sua vida pessoal. Mesmo que tais condutas não condissessem com a realidade de suas vidas, o fato de elas serem assim retratadas chamou a atenção deste trabalho, que passou a procurar entender o lugar dessas cantoras dentro desse contexto de formação dessas representações. Este livro procura mostrar, portanto, a construção de imagens de um dever ser feminino para um possível público consumidor dos meios de comunicação no Brasil nesse momento a partir de quatro grandes ídolos musicais do período.