Santa Lúcia: A Pérola do Interior Paulista

Ref: 978-85-5507-552-0

O povoamento das terras que haveriam de ser Santa Lúcia começou em razão do movimento advindo das fazendas da região produtora de café. Na época o café era o principal produto de exportação brasileiro, imigrantes vindos de países do continente europeu e asiático substituíram a mão de obra escrava e garantiram a produção e colheita dos grãos. O escoamento do café aos portos era feito através das ferrovias que desempenhavam um papel importante no tráfego de pessoas e mercadorias. O estado de São Paulo se destaca no período chamado por historiadores como Ciclo do Café.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 52,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-5507-552-0


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 04/04/2019


Número de páginas: 172


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Michelle Franzini Zanin.

O povoamento das terras que haveriam de ser Santa Lúcia começou em razão do movimento advindo das fazendas da região produtora de café. Na época o café era o principal produto de exportação brasileiro, imigrantes vindos de países do continente europeu e asiático substituíram a mão de obra escrava e garantiram a produção e colheita dos grãos. O escoamento do café aos portos era feito através das ferrovias que desempenhavam um papel importante no tráfego de pessoas e mercadorias. O estado de São Paulo se destaca no período chamado por historiadores como Ciclo do Café. Assim foram surgindo armazéns de secos e molhados que supriam as necessidades dos colonos das fazendas, uma igreja foi construída no local, pouco a pouco um povoado se formou. Pelo intermédio de entusiastas o desenvolvimento da região se deu de maneira ordenada e planejada. As terras foram batizadas de Santa Lúcia. Em 1910, o vilarejo se tornou distrito de paz do município de Araraquara e posteriormente conquistou sua independência política, em 1959. Aclamada como “Terra das Palmeiras", Santa Lúcia encanta o forasteiro que ali chega. Seu povo acolhedor e sua estrutura nos remetem a um passado onde imperava a simplicidade, passado esse não muito distante que desperta saudade.