Livros que Ensinam a Ensinar: Um Estudo sobre os Manuais Pedagógicos Brasileiros (1930-1971)

Ref: 978-85-473-1141-4

Os livros que ensinam a ensinar são os manuais pedagógicos. Escritos no Brasil desde a década de 1870 visando cursos de formação para o magistério, versam sobre questões específicas da profissão. Podem ser chamados também de livros didáticos, pelo seu uso escolar, ou de manuais de ensino, de manuais didáticos, de livros escolares de pedagogia. Aqui são chamados de “manuais pedagógicos”, porque esse termo ressalta seu uso escolar e seu conteúdo específico. A autora considera aqui 44 títulos – voltados às aulas de Pedagogia, Didática, Metodologia e Prática de Ensino – publicados entre 1930 e 1971.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 46,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 20,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1141-4


ISBN Digital: 978-85-473-1142-1


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 22/04/2019


Número de páginas: 263


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Vivian Batista da Silva.

Os livros que ensinam a ensinar são os manuais pedagógicos. Escritos no Brasil desde a década de 1870 visando cursos de formação para o magistério, versam sobre questões específicas da profissão. Podem ser chamados também de livros didáticos, pelo seu uso escolar, ou de manuais de ensino, de manuais didáticos, de livros escolares de pedagogia. Aqui são chamados de “manuais pedagógicos”, porque esse termo ressalta seu uso escolar e seu conteúdo específico.
A autora considera aqui 44 títulos – voltados às aulas de Pedagogia, Didática, Metodologia e Prática de Ensino – publicados entre 1930 e 1971. Quando e onde foram escritos? Quem os assinou? Quem os editou? Como eles deram conta das aulas previstas para os alunos? Quais saberes eles apresentaram? Como organizaram e deram a ler esses conhecimentos? Enfim, o que se lia para aprender o ofício nas escolas normais, nos institutos de educação, nas faculdades de filosofia ou quando se estudava para concursos de ingresso na carreira? Ao responder a perguntas como essas, este trabalho evidencia um processo dinâmico, marcado por diferentes concepções relativas à formação docente, no qual estiveram em jogo vários elementos como a constituição de uma cultura profissional baseada na Escola Nova, a política de racionalização das atividades escolares e o processo conhecido como “tecnicização” do ensino. Os Livros que ensinam a ensinar são, assim, uma história de leituras para professores.