CPI da Petrobrás: Um Estudo Psicopolítico da Perda de Confiança e Credibilidade no Parlamento Brasileiro

Ref: 978-85-537-0068-4

O início do Século XXI será visto na história do Brasil como um divisor de águas na trajetória política do país em consequência da Operação Lava Jato que elevou ao primeiro plano da consciência política nacional a problemática, já conhecida, da corrupção dos agentes político-partidários. A Operação Lava Jato levou a uma grande reação nacional contra as práticas de corrupção entre a classe política e segmentos da classe empresarial. O escândalo de corrupção na Petrobrás deflagrado pela Operação Lava Jato, veiculado diariamente pela mídia, abalou a confiança dos investidores internacionais na petroleira brasileira e nas empresas envolvidas nos esquemas. Entretanto, os efeitos da corrupção não caíram apenas sobre o desempenho das instituições econômicas, mas também aumentaram a desconfiança nas instituições públicas e nos mais importantes agentes políticos.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 88,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-537-0068-4


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 11/04/2019


Número de páginas: 353


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Vanilda Aparecida dos Santos.

O início do Século XXI será visto na história do Brasil como um divisor de águas na trajetória política do país em consequência da Operação Lava Jato que elevou ao primeiro plano da consciência política nacional a problemática, já conhecida, da corrupção dos agentes político-partidários. A Operação Lava Jato levou a uma grande reação nacional contra as práticas de corrupção entre a classe política e segmentos da classe empresarial. O escândalo de corrupção na Petrobrás deflagrado pela Operação Lava Jato, veiculado diariamente pela mídia, abalou a confiança dos investidores internacionais na petroleira brasileira e nas empresas envolvidas nos esquemas. Entretanto, os efeitos da corrupção não caíram apenas sobre o desempenho das instituições econômicas, mas também aumentaram a desconfiança nas instituições públicas e nos mais importantes agentes políticos.
Tendo em vista o envolvimento de autoridades públicas nas práticas de corrupção na Petrobrás, este livro apresenta uma análise de uma das primeiras reações do Congresso Nacional ao escândalo da Petrobrás por meio de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Diferente das promessas iniciais, que seria de investigar e apontar os culpados pela corrupção na Petrobrás, a CPI da Petrobrás teve o efeito contrário, minando a legitimidade do parlamento nacional e de outras instituições políticas brasileiras frente a magnitude do escândalo e a constante difusão na mídia nacional.
O livro cuidadosamente relata para o leitor as posturas dos atores e suas manobras no decorrer da CPI, protegendo seus interesses pessoais e partidários e também os interesses dos empresários acusados de liderar os esquemas milionários de propinas. A CPI foi marcada por espetáculos lamentáveis de parlamentares demonstrando a falta de imparcialidade por parte dos mesmos e a clara paralisia do Parlamento frente ao maior escândalo de corrupção na história da República e contribuindo para a crise das instituições políticas perante constantes revelações de desvios de verbas públicas. Além de aumentar o descrédito da população na classe política, a CPI da Petrobrás foi uma das primeiras grandes intervenções do poder legislativo que contribuiu para deslegitimar ainda mais o Congresso Nacional.