Uma Palavra é o Nome de Cada Coisa: Concepção de Palavra para Crianças em Idade Escolar

Ref: 978-85-473-1875-8

O texto que chega às mãos do leitor traz consigo a força e o rigor de um olhar atento ao que as crianças pensam a respeito do que seja uma palavra, tanto no âmbito da fala como da escrita. As reflexões decorrem de um esforço teórico-metodológico consistente, atento às formas da criança pensar a escrita, em estreito diálogo com a produção científica no campo da Pedagogia e da Linguística. As ideias expostas mostram que a trajetória da criança em direção à palavra escrita convencional não é linear, apresentando uma multiplicidade de acepções e a singularidade de como cada criança vai, ao longo do tempo, construindo a noção de palavra. O texto manifesta a sensibilidade de sua autora para ouvir as crianças sobre as suas hipóteses e compreensões. Aborda a relevância de prestar atenção aos processos de desenvolvimento infantil e expõe sobre a responsabilidade que temos, enquanto professores, de ajudar a criança a inserir-se no universo da cultura oral e escrita, considerando o que ela já sabe e mobilizando recursos para auxiliá-la em seu desenvolvimento.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 59,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-1875-8


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 18/04/2019


Número de páginas: 251


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Carmen Regina Gonçalves Ferreira.

O texto que chega às mãos do leitor traz consigo a força e o rigor de um olhar atento ao que as crianças pensam a respeito do que seja uma palavra, tanto no âmbito da fala como da escrita. As reflexões decorrem de um esforço teórico-metodológico consistente, atento às formas da criança pensar a escrita, em estreito diálogo com a produção científica no campo da Pedagogia e da Linguística. As ideias expostas mostram que a trajetória da criança em direção à palavra escrita convencional não é linear, apresentando uma multiplicidade de acepções e a singularidade de como cada criança vai, ao longo do tempo, construindo a noção de palavra. O texto manifesta a sensibilidade de sua autora para ouvir as crianças sobre as suas hipóteses e compreensões. Aborda a relevância de prestar atenção aos processos de desenvolvimento infantil e expõe sobre a responsabilidade que temos, enquanto professores, de ajudar a criança a inserir-se no universo da cultura oral e escrita, considerando o que ela já sabe e mobilizando recursos para auxiliá-la em seu desenvolvimento.