Contando e Cantando as Coisas da Vida

Ref: 978-85-473-2988-4

Nossa sociedade está repleta de pessoas tristes, angustiadas, desanimadas, sem alguém com quem possam compartilhar suas dúvidas, medos e frustrações. No mundo em que ora vivemos, muitas vezes não encontramos a razão do viver e aí a vida fica sem sentido. São os percursos, as dores, os sentimentos, as pessoas e o meu eu que apresento nas linhas deste livro, fruto do caminhar, do observar, do sentir, do sofrer e do querer.Contando e cantando as coisas da vida é uma coletânea de poemas escritos em diversas fases da minha existência, e, por isso, tais poemas são recheados de sentimentos e impressões diversas, que refletem os diferentes momentos vivenciados. Os poemas contam e as músicas, que permeiam os poemas, cantam as coisas da vida.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 48,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2988-4


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 18/04/2019


Número de páginas: 169


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Berenice Ferreira.

Nossa sociedade está repleta de pessoas tristes, angustiadas, desanimadas, sem alguém com quem possam compartilhar suas dúvidas, medos e frustrações. No mundo em que ora vivemos, muitas vezes não encontramos a razão do viver e aí a vida fica sem sentido. São os percursos, as dores, os sentimentos, as pessoas e o meu eu que apresento nas linhas deste livro, fruto do caminhar, do observar, do sentir, do sofrer e do querer.
Contando e cantando as coisas da vida é uma coletânea de poemas escritos em diversas fases da minha existência, e, por isso, tais poemas são recheados de sentimentos e impressões diversas, que refletem os diferentes momentos vivenciados. Os poemas contam e as músicas, que permeiam os poemas, cantam as coisas da vida.
Não é receita de vida. Não é tratamento de choque. É tão somente compartilhamento de sentimentos e modos de ver a vida, na forma de poemas e canções, para que possam ser contadas e cantadas por aí, pois “quem canta, os males espanta”. Então vamos Contar e cantar as coisas da vida!