Cidades Mineiras no Mercosul a Rede Mercocidades

Ref: 978-85-473-2986-0

A temática deste livro versa sobre o processo de inserção internacional de entes subnacionais, em organismos de caráter multilateral, referenciando-se nas cidades de Belo Horizonte, Contagem, Juiz de Fora, Sabará, Uberlândia e Vespasiano, que integram a Rede Mercocidades, com o objetivo de ampliar sua interação nos organismos multilaterais em que os seus estados nacionais estão inseridos. Essa temática, ainda recente e com poucos estudos realizados a respeito, traz uma análise sobre o processo que se realiza no âmbito do Mercosul, no qual, no ano de 1995, as denominadas cidades capitais tomaram a iniciativa de construir um processo autônomo que lhes permitisse propor demandas, projetos e propostas de interesse dos entes subnacionais que a integram, ao Conselho do Mercosul. Assim, este livro desenvolve um olhar voltado para a compreensão do movimento iniciado por cidades, que possuem a pretensão de atuar em contexto internacional, com ênfase no movimento econômico que esse processo proporcionou às empresas que estão localizadas nessas seis cidades. O livro demonstra que determinadas políticas públicas produziram uma qualitativa mudança no processo de crescimento nas cidades e nas regiões em que exercem suas influências. Outro ponto importante é perceber que esse processo, apresenta consequências para a população residente nessas cidades, em especial, a população trabalhadora, que já convive com o processo de gentrificação do espaço urbano, na perspectiva descrita pelo geógrafo britânico David Harvey, fato que é notório no denominado vetor norte de Belo Horizonte, área que abrange a cidade de Vespasiano, que está integrada a Rede Mercocidades e que convive com uma valorização da terra urbana, em muito superior ao que é estabelecido pelo mercado, provocando um deslocamento da população de baixa renda para áreas em que os serviços públicos de água, esgoto e iluminação pública, não se encontram instalados. Essa situação se repete nas regiões de influência de Juiz de Fora e de Uberlândia.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 55,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 24,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-2986-0


ISBN Digital: 978-85-473-2986-0


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 11/05/2019


Número de páginas: 209


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 16 cm


Comprimento: 23 cm


Altura: 2 cm


1. Hélcio Queiroz Braga.

A temática deste livro versa sobre o processo de inserção internacional de entes subnacionais, em organismos de caráter multilateral, referenciando-se nas cidades de Belo Horizonte, Contagem, Juiz de Fora, Sabará, Uberlândia e Vespasiano, que integram a Rede Mercocidades, com o objetivo de ampliar sua interação nos organismos multilaterais em que os seus estados nacionais estão inseridos. Essa temática, ainda recente e com poucos estudos realizados a respeito, traz uma análise sobre o processo que se realiza no âmbito do Mercosul, no qual, no ano de 1995, as denominadas cidades capitais tomaram a iniciativa de construir um processo autônomo que lhes permitisse propor demandas, projetos e propostas de interesse dos entes subnacionais que a integram, ao Conselho do Mercosul. Assim, este livro desenvolve um olhar voltado para a compreensão do movimento iniciado por cidades, que possuem a pretensão de atuar em contexto internacional, com ênfase no movimento econômico que esse processo proporcionou às empresas que estão localizadas nessas seis cidades. O livro demonstra que determinadas políticas públicas produziram uma qualitativa mudança no processo de crescimento nas cidades e nas regiões em que exercem suas influências. Outro ponto importante é perceber que esse processo, apresenta consequências para a população residente nessas cidades, em especial, a população trabalhadora, que já convive com o processo de gentrificação do espaço urbano, na perspectiva descrita pelo geógrafo britânico David Harvey, fato que é notório no denominado vetor norte de Belo Horizonte, área que abrange a cidade de Vespasiano, que está integrada a Rede Mercocidades e que convive com uma valorização da terra urbana, em muito superior ao que é estabelecido pelo mercado, provocando um deslocamento da população de baixa renda para áreas em que os serviços públicos de água, esgoto e iluminação pública, não se encontram instalados. Essa situação se repete nas regiões de influência de Juiz de Fora e de Uberlândia.