Política Externa e a Inserção Internacional do BNDES no Governo Lula

Ref: 978-85-473-3064-4

Política Externa e a Inserção Internacional do BNDES no Governo Lula lança um olhar atento sobre o processo de internacionalização da mais importante instituição de fomento do Brasil. Trata-se do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ainda que o objeto de estudo tenha seu recorte temporal bem definido (2003-2010), o autor analisa o processo de inserção internacional do BNDES sob a perspectiva da política externa brasileira levando em consideração variáveis que antecedem os dois mandatos do presidente Luís Inácio Lula da Silva. Para o autor, a inserção comercial do Brasil como estratégia de desenvolvimento nacional é percebida como um vetor tradicional no âmbito da política externa brasileira. Dessa forma, a consolidação de um aparato institucional para a promoção e implementação de políticas de comércio exterior do Brasil anteriores ao governo do presidente Lula foi fundamental para o processo de internacionalização do banco.


Calcule o frete

Opções de entrega:

Versão impressa
R$ 49,00
ADICIONAR 
AO carrinho

Versão digital
R$ 22,00
ADICIONAR 
AO carrinho

ISBN: 978-85-473-3064-4


ISBN Digital: 978-85-473-3064-4


Edição:


Ano da edição: 2019


Data de publicação: 22/05/2019


Número de páginas: 173


Encadernação: Brochura


Peso: 100 gramas


Largura: 14.8 cm


Comprimento: 21 cm


Altura: 2 cm


1. Robson Coelho Cardoch Valdez.

Política Externa e a Inserção Internacional do BNDES no Governo Lula lança um olhar atento sobre o processo de internacionalização da mais importante instituição de fomento do Brasil. Trata-se do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Ainda que o objeto de estudo tenha seu recorte temporal bem definido (2003-2010), o autor analisa o processo de inserção internacional do BNDES sob a perspectiva da política externa brasileira levando em consideração variáveis que antecedem os dois mandatos do presidente Luís Inácio Lula da Silva.
Para o autor, a inserção comercial do Brasil como estratégia de desenvolvimento nacional é percebida como um vetor tradicional no âmbito da política externa brasileira. Dessa forma, a consolidação de um aparato institucional para a promoção e implementação de políticas de comércio exterior do Brasil anteriores ao governo do presidente Lula foi fundamental para o processo de internacionalização do banco.
Valdez argumenta que, em meio ao cenário de deterioração do ambiente econômico dos anos 1980 até meados da década de 1990, o gradual processo de integração política e econômica do país com o continente sulamericano acabou por criar, nesse período, espaços para a articulação de interesses sinérgicos envolvendo o Estado e grandes empresas nacionais. O livro é indicado a todos aqueles interessados em uma das temáticas centrais da economia e da política externa do Brasil nos últimos anos.